Esportes

Edu renasce, Inter vence e acaba com invencibilidade do PC Gusmão

Da Redação ·
 Edu comemora gol contra o Vasco depois de cinco meses sem marcar pelo Inter
fonte: Lucas Uebel / Vipcomm
Edu comemora gol contra o Vasco depois de cinco meses sem marcar pelo Inter

O Internacional venceu mais uma em casa no Campeonato Brasileiro neste domingo. Bateu o Vasco por um a zero com gol de Edu. O meia-atacante quase negociado com o Flamengo há três semanas, voltou a marcar depois de cinco meses com a camisa vermelha. O resultado acaba com uma série de 21 jogos de invencibilidade do técnico Paulo César Gusmão, que ainda não havia perdido no Brasileirão 2010. A vitória coloca o Inter com 38 pontos. O Vasco, que estava há 14 rodadas sem perder, segue com 29.

continua após publicidade

Artilheiro do Beira-Rio, Edu havia marcado pela última vez no dia 18 de abril, em jogo contra o Pelotas, pelo Campeonato Gaúcho. Pouco aproveitado depois daquela partida, o jogador voltou a ganhar espaço no time gaúcho contra o São Paulo. Outra figura destacava na partida foi o goleiro Renan, que fez, no mínimo, três grandes defesa na etapa inicial garantindo o empate.

Na próxima rodada, o Inter encara o Atlético-PR, em Curitiba, às 22h. Mesmo dia e horário do clássico Vasco e Botafogo, no estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro.

continua após publicidade

Irregular e dominado. Assim foi o Internacional nos 45 minutos iniciais do jogo definido como chave para consolidar seu crescimento no Brasileirão. O Vasco, invicto há 14 rodadas, poderia até ter mais sorte. Empilhando chances de gol, os cariocas pararam em Renan ou contaram com falhas individuais para não sair de campo no intervalo com vantagem.

Vasco domina, mas para em Renan
Diante de mais de trinta mil torcedores, o Inter errou muito no primeiro tempo. Virou presa fácil para um Vasco aplicado na marcação e que se valia da velocidade para acuar os donos da casa. Desde os primeiros movimentos a tônica da partida foi revelada: o contra-ataque rápido.

Motivo de grande atuação no meio de semana, no Morumbi, a posse de bola não esteve com o Inter. Wilson Matias e Guiñazu pouco impediram as investidas do Vasco no meio-campo. Ataque após ataque da equipe dirigida por PC Gusmão, o goleiro Renan se destacava. Foram três grandes defesas do camisa um em 30 minutos. A primeira na conclusão de Fellipe Bastos desviou no meio do caminho.

continua após publicidade

Mais tarde, Renan se esticou para salvar chute rasteiro no pé da trave esquerda. Aos 25 minutos o lance mais difícil. Nilton cobrou falta frontal com muita força. Renan passava da bola, mas conseguiu se recuperar para tirar o que seria o gol carioca em Porto Alegre. Três minutos mais tarde, em um choque no ar com Dedé, o jogador do Inter caiu desacordado em campo.

Atendido pelos médicos, Renan continuou no jogo por mais dois minutos, até que Abbondanzieri entrou em seu lugar. Na saída de campo, o jogador precisou ser amparado por massagistas vermelhos até o vestiário. “Ele ficou muito tonto com a pancada, vamos ter que esperar para ver se existe uma lesão mais grave”, comentou o médico Carlos Poisl.

“Estamos errando muitos passes, precisamos de calma”, analisou Andrezinho, de atuação discreta nos 45 minutos iniciais. “Temos que sair em bloco para chegar mais no ataque”, comentou Leandro Damião, que pouco fez – isolado na frente. “O time não está bem, temos que ser honestos”, admitiu o lateral-direito Nei.