Mais lidas
Esportes

Santos elege presidente com oposição fragmentada

.

ALEX SABINO

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Com denúncias de compra de votos, lista de sócios com nomes fantasmas e fragmentação da oposição, o Santos escolhe quem será o presidente do clube nos próximos três anos neste sábado (9). Modesto Roma Júnior, 65, é candidato à reeleição. Seus adversários serão Andres Rueda, 61, José Carlos Peres, 69, e Nabil Khaznadar, 57.

Roma Júnior, filho de Modesto Roma, histórico dirigente da era Pelé, se apoia no discurso da redução da dívida (o que os rivais contestam) e na montagem de equipes que, apesar das restrições orçamentárias, conseguiram bons resultados. Em seu mandato, o time foi bicampeão paulista e vice da Copa do Brasil e do Brasileiro.

As propostas das três chapas de oposição são semelhantes. Uma das ideias mais defendidas é o maior uso do Pacaembu. A situação quer a construção de um novo estádio na Baixada Santista. Também falam em auditoria das contas do clube e a criação de um portal de transparência. Apesar disso, a fragmentação das chapas foi inevitável.

As duas semanas antes da votação foram dominadas por denúncias de que a lista de eleitores contém nomes diferentes com o mesmo número de CPF. No final de novembro de 2016, cerca 2.000 pessoas regularizaram a situação com o clube ou se tornaram sócias. Os pagamentos foram feitos por empresários e os novos associados ficaram aptos a votar. A oposição acusa a chapa de Roma Júnior de fraude. O atual presidente nega participação no aumento no número de filiações e diz que o assunto só lhe causa aborrecimentos.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber