Mais lidas
Esportes

Botafogo terá nova estrutura no futebol, mas quer manter atual diretoria

.

BERNARDO GENTILE

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - O Botafogo não quer tomar qualquer atitude no calor da emoção. Mesmo após vacilar na reta final do Campeonato Brasileiro e ficar fora da próxima Libertadores, o clube considera bom o trabalho do diretor executivo Antônio Lopes e do vice de futebol Cacá Azevedo.

Isso não significa que tudo permanecerá exatamente igual. Por conta do novo centro de treinamento que terá integração total com as categorias de base, o Botafogo estuda a melhor forma de criar um novo organograma para o futebol. Existe a possibilidade da contratação de novas pessoas para compor a diretoria.

A reportagem apurou, no entanto, que as situações de Antônio Lopes e Cacá Azevedo são tranquilas, apesar da insatisfação dos torcedores que até picharam muro de General Severiano pedindo a saída do primeiro.

Lopes segue com a confiança da cúpula [principalmente de Carlos Eduardo Pereira] e dificilmente deixará o clube em 2018. Porém, com o novo organograma que será definido pelo Botafogo, existe a possibilidade de haver conflito de interesses, o que poderia mudar o rumo atual.

Situação mais tranquila vive Cacá Azevedo. O vice de futebol vive com pressão interna, mas vê a confiança da presidência como um trunfo importante para seguir na pasta. Como tem pouca atuação no dia a dia, o novo organograma não afetará sua situação.

"Seguir o planejamento anual e montar o elenco de 2018. Alguma mudança pode ter, mas pensamos apenas em montar o elenco. Não terá medida drástica, não é momento para isso. Infelizmente não conseguiu os resultados que queríamos. Precisa trabalhar para organizar e preparar o time pensando no ano que vem", disse o presidente Carlos Eduardo Pereira.

"Lopes é da nossa confiança. Mas teremos que ter uma estrutura na diretoria contando com o CT. Atenderá base e profissional. Estamos analisando como tudo funcionará ainda, se chegará alguém, se o que está serve. Ainda está tudo aberto, seria leviano falar qualquer coisa diferente. Mas ele [Lopes] tem toda nossa confiança. Resultado de jogo não define isso. Vamos ter reuniões e definir tudo isso nas próximas semanas", completou o próximo presidente do Botafogo, Nelson Mufarrej.

No atual organograma, Antônio Lopes é o único funcionário [assalariado] do Botafogo que participa das decisões do futebol. O restante da diretoria é composta de pessoas que contam com seus empregos fora do clube e ajudam o alvinegro no tempo livre.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber