Mais lidas
Esportes

Em despedida, Santos mira segunda colocação e pode rebaixar Avaí

.

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Santos se despede neste domingo do Campeonato Brasileiro motivado por um objetivo. Mesmo já classificado para a disputa da próxima Copa Libertadores da América, a equipe do técnico Elano, atual quarta colocada, busca contra o Avaí, às 17h (de Brasília), na Vila Belmiro, a vice-liderança da competição e, consequentemente, uma "bolada" para rechear os seus cofres antes das eleições, que ocorrem no próximo dia 9.

O sonho dos dirigentes santistas é possível de ser cumprido. Com 62 pontos, a equipe está empatada com o Grêmio, terceiro colocado, e somente um ponto atrás do Palmeiras, o segundo. Ambos, entretanto, têm compromissos fora de casa diante de Atlético-MG e Atlético-PR, respectivamente.

Se terminar na atual posição, o Santos garante R$ 5,6 milhões, mas se conseguir ultrapassar Grêmio as cifras sobem para R$ 7,7 milhões, ou seja, R$ 2,1 milhões a mais.

O maior desejo é repetir o feito do último ano, quando ultrapassou o Flamengo na última rodada e terminou como vice-campeão. Se conseguir, alcança R$ 11,3 milhões, mais do que o dobro do que receberia com a quarta colocação.

"É extremamente importante essa vitória para nós. Temos a possibilidade de terminar o campeonato na segunda colocação. É importante para o clube, para nós. O principal objetivo é o título, depois a Libertadores e outros fatores. Então, o jogo de domingo é extremamente importante", disse o técnico Elano.

Atingir o feito, no entanto, traz como consequência o rebaixamento do Avaí e do técnico Claudinei Oliveira, que brigam contra o descenso.

O fato é curioso porque Oliveira é considerado uma espécie de "queridinho" do atual presidente Modesto Roma Júnior, que já disse ser amigo pessoal do treinador.

Claudinei foi campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior pelo Santos, em 2013, e assumiu a equipe profissional no mesmo ano, terminando o Brasileiro na sétima colocação. O treinador trabalhou por longo período em diversas categorias na base santista.

Depois disso, rodou por clubes da Série A e B, até conduzir o Avaí no último ano a arrancada decisiva para o acesso.

Ele, inclusive, quase substituiu Dorival Júnior na temporada passada, quando o atual técnico do São Paulo teve o cargo ameaçado pela primeira vez no Santos. Na ocasião, Dorival conseguiu uma vitória inesperada contra a Chapecoense, fora de casa, e foi mantido pela diretoria.

Claudinei tem trânsito livre na Vila Belmiro. Nesta temporada, em sua folga no Avaí, o treinador até assistiu a um jogo do Santos na Vila Belmiro. O treinador tentou aproveitar a amizade com Modesto e companhia para contratar Thiago Ribeiro e outros jogadores, mas não teve sucesso na investida.

Para a partida, o Santos ainda tem dúvidas. O lateral esquerdo Jean Mota sentiu dores nas costas no treinamento de quinta-feira e será avaliado. Se não jogar, Elano cogita improvisar Copete na função. O centroavante Ricardo Oliveira cumprirá suspensão pelo terceiro cartão amarelo. Com isso, Kayke será o seu substituto.

O Avaí, por sua vez, poderá contar com o seu principal artilheiro, o atacante Júnior Dutra, recuperado de lesão muscular.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber