Mais lidas
Esportes

Brasil se despede no Rio antes da Copa e fará preparo 'humanizado' na Rússia

.

ALEX SABINO E SÉRGIO RANGEL, ENVIADOS ESPECIAIS

MOSCOU, RÚSSIA (FOLHAPRESS) - O coordenador da seleção, Edu Gaspar, confirmou oficialmente nesta quinta (30) que o Brasil ficará concentrado em Sochi durante a Copa do Mundo. Ele adiantou que os atletas poderão levar os familiares para a cidade, mas os parentes terão que ficar em outro hotel.

De acordo com a programação da comissão técnica, eles terão permissão de assistir alguns treinos e se encontrar com os familiares nos dias de folga.

"Queremos fazer uma preparação humanizada. Deixar a rotina mais normal", afirmou Gaspar. "Acredito que os familiares potencializam a vitória. Quando uma família não é bem vinda?", acrescentou.

Se chegar na final da Copa, os jogadores ficarão concentrados por quase dois meses. A preparação vai começar no dia 21 de maio, na Granja Comary, em Teresópolis.

Lá, os convocados ficarão treinando até o jogo de despedida do Brasil. A CBF pretende fazer um jogo festivo no dia 26 de maio, no Maracanã. Na partida, a comissão técnica que colocar os 23 convocados em campo. A entidade negocia com uma seleção mais fraca para ser adversária.

"Seria uma despedida, um contato, queremos fazer um jogo no Rio. Seria uma coisa educada, uma espécie de 'agora vamos juntos´", disse o coordenador.

TOTTENHAM

Depois do amistoso no Rio, a delegação seguirá para Londres, onde ficará por pelo menos oito dias. A base da seleção será o novo centro de treinamento do Tottenham, que será inaugurado nos próximos meses.

Gaspar disse que a seleção poderá fazer até dois amistosos na capital inglesa. Ele aguarda apenas o resultado do sorteio da Fifa, que será realizado nesta sexta (1º), para fechar a programação.

A seleção ainda não sabe o dia da sua estreia no Mundial, que será aberto no dia 14 de julho. A intenção da comissão técnica é desembarcar em Sochi sete dias antes da estreia do Brasil no torneio.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber