Mais lidas
Esportes

Vasco vence o Cruzeiro no Mineirão e seca o Botafogo para permanecer no G-7

.

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - Vencer o Cruzeiro e torcer contra alguns adversários. Essa eram as missões do Vasco na rodada 37 do Campeonato Brasileiro. A primeira parte foi bem executada. Com gol de Paulão, a equipe carioca venceu o Cruzeiro por 1 a 0, no Mineirão. Resultado que colocou o time treinado por Zé Ricardo no G-7 da competição. Mas como a rodada ainda não terminou, resta ainda torcer contra o Botafogo.

Nesta segunda-feira (27) o rival carioca enfrenta o Palmeiras, em São Paulo. O Vasco torce pela vitória do mandante, para chegar na última rodada dependendo de uma vitória simples sobre a Ponte Preta, em São Januário, para garantir vaga na próxima Copa Libertadores.

Se Paulão foi o autor do gol da vitória do Vasco, o grande nome da partida foi goleiro Martin Silva. As boas defesas do uruguaio garantiram o resultado construído no primeiro tempo.

O JOGO

Apesar de precisar dos três pontos para seguir com chances de classificação para a próxima Copa Libertadores, o Vasco adotou uma postura bastante defensiva. A equipe treinada por Zé Ricardo jogou procurando o contra-ataque, tentando anular as investidas do Cruzeiro, que sempre chegou com muita velocidade. E foi num contra-ataque que o Vasco conseguiu o escanteio que originou o gol de Paulão. Já o Cruzeiro, criou muitas chances, mas pecou nas finalizações.

Um meia no lugar de um volante e depois um atacante no lugar de um meia. Foram as duas primeiras alterações de Mano Menezes no duelo com o Vasco. Perdendo o jogo, o treinador soltou o time, que atacou bastante. Mas assim como aconteceu no primeiro tempo, faltou um pouco mais de capricho na hora de finalizar. Nas jogadas em que o time acertava tudo, Martin Silva aparecia para evitar o gol de empate.

DESPEDIDA

O duelo com o Vasco marcou a despedida do Cruzeiro do Mineirão em 2017. No último jogo em Belo Horizonte nesta temporada, o técnico Mano Menezes convocou a torcida para encher o estádio. O pedido do treinador fez o público ser um pouco melhor do que foi nas rodadas anteriores, mas não o suficiente para lotar o Mineirão, como desejava o treinador cruzeirense. O próximo compromisso celeste em casa vai ser apenas em 2018, no dia 17 de janeiro, contra o Tupi, na estreia do Campeonato Mineiro.

CRUZEIRO

Rafael; Lucas Romero, Léo, Digão e Bryan; Henrique, Lucas Silva, Robinho, Rafinha (Judivan) e Thiago Neves; Arrascaeta. T.: Mano Menezes.

VASCO

Martín Silva; Madson, Anderson Martins, Paulão e Henrique; Wellington, Evander (Jean), Yago Pikachu, Nenê (Mateus Vital) e Paulinho (Wagne); Andrés Rios. T.: Zé Ricardo.

Gols: Paulão, aos 20min do 1º tempo

Cartões amarelos: Bryan, Thiago Neves e Léo (C); Wellington (V)

Estádio: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Público: 12.212 pagantes Árbitro: Raphael Claus (SP)

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber