Mais lidas
Esportes

Administrador do Velódromo quer que a Polícia Federal investigue incêndio

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Autoridade de Governança do Legado Olímpico, que administra o funcionamento do Velódromo, no Parque Olímpico da Barra, na zona oeste do Rio de Janeiro, vai pedir nesta segunda (27) à Polícia Federal que instaure um inquérito para apurar o incêndio que ocorreu na madrugada de domingo (26) e atingiu o telhado do Velódromo do Parque Olímpico, na zona Oeste do Rio, na madrugada deste domingo (26). Como o Velódromo está sob a responsabilidade do Ministério do Esporte, cabe a participação da PF nas apurações, por ser considerada uma instalação federal. As informações são da Agência Brasil.

O órgão informou ainda que a Procuradoria Federal já instaurou procedimento administrativo para apurar os danos aos cofres públicos e buscar os responsáveis sobre o ressarcimento.

A Secretaria de Ordem Pública da Prefeitura do Rio de Janeiro informou que após a vistoria realizada neste domingo (26) pela subsecretaria de Defesa Civil da cidade, “foi constatado que o Velódromo do Rio sofreu danos no revestimento da cobertura, sem apresentar risco estrutural”. Ainda conforme secretaria, não foi necessário interditar o local e a administração do Velódromo providenciará os reparos necessários.

O órgão confirmou que o incêndio foi causado pela queda de um balão no local. Esta foi a segunda vez em menos de cinco meses que o Velódromo é atingido desta forma. Em 30 de julho, a queda de um balão provocou estragos na cobertura do equipamento, que precisou passar por reparos, inclusive na pista.

O Corpo de Bombeiros foi avisado do incidente às 0h36 e mandou para o Parque Olímpico equipes do Grupamento de Busca e Salvamento da Barra da Tijuca. Os bombeiros trabalharam até 5h no combate às chamas, utilizando cinco viaturas.

Uma das obras mais atrasadas dos Jogos Olímpicos, o Velódromo custou R$ 137,7 milhões, R$ 25 milhões a mais que o esperado pelo governo federal e pela Prefeitura do Rio.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber