Mais lidas
Esportes

Corinthians quer tratar renovação de Danilo na próxima semana

.

DIEGO SALGADO

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Danilo voltou aos gramados na última quarta-feira (15) depois de quase 16 meses afastado do time do Corinthians.

Recuperado de uma grave lesão, o jogador de 38 anos agora vive a expectativa em relação a uma renovação de contrato com o clube alvinegro —o atual vínculo se encerra em dezembro.

De acordo com o diretor de futebol do Corinthians, Flávio Adauto, uma reunião no começo da próxima semana deve definir o futuro do meia, que completa 39 anos em junho do ano que vem

"O objetivo dele será o nosso. Vamos conversar na segunda ou terça-feira [21], depois do jogo contra o Flamengo. Vamos escutar quais são os objetivos e as vontades dele", disse Adauto à reportagem.

Instantes depois de o Corinthians derrotar o Fluminense por 3 a 1 em Itaquera e conquistar o título do Brasileirão, Danilo, que atuou por sete minutos, disse que a intenção é continuar jogando em 2018. "O objetivo era o campeonato, agora vamos conversar sobre isso [renovação], afirmou o meia.

Pouco depois, o dirigente corintiano ressaltou que a ideia do clube era consultar os departamentos médico e de fisiologia para conhecer quais as condições do jogador. A reportagem, por isso, procurou ambos.

De acordo com o consultor médico do clube, Joaquim Grava, Danilo tem totais condições de continuar na ativa na temporada 2018. "Sem problema nenhum. Está tranquilo, está dado o aval. Tem gente que joga até 41 anos. A avaliação não é por idade, é analisar o que o jogador está apresentando", frisou.

"Ele é muito bem quisto, dedicado e tem futebol para ficar. Se não interessasse ao Corinthians, o clube não teria feito o que fez por ele, de esperar ele se recuperar", completou o médico.

O fisiologista corintiano Antonio Fedato Filho também ressaltou que o meio-campista está 100%. "Ele está treinando normalmente há algum tempo, não tem restrição para nada. Está normal", disse.

Danilo soma 337 com a camisa do Corinthians e participava ativamente do time antes de sofrer fraturas na tíbia e na fíbula da perna direita em treino do dia 30 de agosto de 2016. Até o fim de julho daquele ano, o jogador disputou 24 dos 42 jogos do Corinthians —11 deles como titular.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber