Mais lidas
Esportes

Botafogo descarta negociar volante Bruno Silva com Cruzeiro

.

BERNARDO GENTILE E THIAGO FERNANDES

RIO DE JANEIRO, RJ, E BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) - A negociação feita pelo Cruzeiro diretamente com o volante Bruno Silva, sem consultar o Botafogo, com quem o volante tem contrato até o fim de 2018, gerou um racha entre os clubes.

Insatisfeitos e revoltados com a postura dos mineiros, os cariocas não querem sequer ouvir uma proposta do lado azul.

Bruno Silva tem contrato até o fim de 2018 e, segundo um dirigente do Botafogo disse à reportagem, só jogará no Cruzeiro caso os mineiros paguem a multa rescisória do jogador. São R$ 8 milhões previstos em contrato, referentes aos 40% dos direitos econômicos pertencentes ao time alvinegro.

"Não vão levar assim. Para começar o Cruzeiro sequer tem o dinheiro para comprar o Bruno. Quer comprar? Paga a multa. Espero que não chegue a esses termos, mas se precisar, vai ficar treinando até o fim de 2018, fim do contrato dele aqui", disse um dirigente que preferiu não se revelar.

O presidente do Botafogo manteve discurso mais polido. Sem se alterar, Carlos Eduardo Pereira deixou claro o desejo de contar com Bruno Silva e reiterou que o volante permanecerá em 2018. Mesmo com o desejo do Cruzeiro.

"A permanência está garantida por contrato que vai até o fim de 2018. Tenho certeza que ele terá um ano bom. No primeiro semestre, vamos pensar em renovar. Todo contrato existe uma multa. Se um clube vier e pagar, o contrato estará rescindido. Nunca houve contato com clube nenhum sobre o Bruno. Se um clube falou com o empresário, isso é normal, mas não significa que o Botafogo tem interesse em negociá-lo", afirmou o mandatário.

Se a postura de Bruno Silva desagradou o Botafogo, o Cruzeiro demonstrou animação com o fato nos bastidores. Membros da diretoria acreditavam que a manifestação pública do meio-campista poderia ajudar nas tratativas.

A intenção dos mineiros era utilizar a suposta insatisfação do atleta em General Severiano para convencer os cariocas de sua liberação. O problema é que o Botafogo vê total influência da proposta do Cruzeiro na reação de Bruno e descarta fazer qualquer negócio.

Ciente das dificuldades para tirar o jogador do atual clube, sobretudo pelo valor da multa rescisória, Itair Machado, vice de futebol da futura gestão, adota um discurso conciliador.

"Como ele tem contrato com o Botafogo, a gente não o procurou novamente em respeito ao Botafogo. Mas é claro que ele interessa. Se houver liberação do Botafogo para que negociemos com o atleta, vamos atrás para conversar novamente", disse à reportagem.

Os mineiros na verdade já têm um acordo com Bruno Silva. Carlinhos Sabiá, agente do meio-campista, é muito amigo do presidente Wagner Pires de Sá e do próprio Itair.

O volante tem uma proposta com contrato de três temporadas em mãos e está disposto a se mudar para a capital mineira, em caso de acordo entre as partes. O problema será convencer o Botafogo.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber