Mais lidas
Esportes

Santos piora com Elano e se mantém no G-4 com campanha de Levir

.

SAMIR CARVALHO

SANTOS, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Os números mostram que o Santos errou ao trocar Levir Culpi por Elano no comando do time. Após a assumir a equipe no lugar de Levir, o técnico interino só venceu uma partida (contra o Atlético-MG) e perdeu três: Vasco, Chapecoense e Bahia, esta última na quinta-feira (16) por 3 a 1, em Salvador.

O que chama a atenção é que Elano já alcançou Levir Culpi em derrotas com apenas quatro jogos. O atual treinador tem aproveitamento de 25% desde que substituiu o seu antecessor. Ele assumiu o Santos na terceira colocação do Brasileiro e caiu para a quarta posição até o momento.

Levir Culpi, por sua vez, perdeu três jogos em 25 disputados. Foram 11 vitórias, 11 empates e 3 derrotas, aproveitamento de 58,6%. Ele assumiu o Santos na décima colocação e deixou em terceiro lugar.

Além disso, o Santos de Elano sofreu oito gols em quatro jogos, média de dois gols por jogo. A defesa com o atual treinador triplicou a média de gols sofridos em comparação com o sistema defensivo de Levir, que levou 16 gols em 25 partidas, média de 0,64 por jogo.

"Fizemos bons jogos, mas não concluímos bem em gol. Com certeza, temos que procurar jogar bem e vencer. Não vejo que está tudo errado. Ficamos tristes, muito chateados por mais uma derrota, mas temos que levantar cabeça, ter tranquilidade. Se você não faz a sua pontuação os times de trás vão se aproximando, mas é ter tranquilidade. Não podemos abaixar a cabeça porque pode ficar pior", afirmou Elano.

A equipe de Elano, em contrapartida, tem melhor média de gols marcados em comparação com Levir Culpi. Foram cinco gols marcados, média de 1,25 por jogo, contra 27 gols marcados de seu antecessor, média de 1,08 por partida.

Vale lembrar que Elano soma mais dois jogos como técnico interino do Santos no Campeonato Brasileiro, quando a diretoria demitiu Dorival Júnior. Até Levir assumir, ele comandou a equipe em dois jogos e conseguiu duas vitórias: contra Botafogo e Atlético-PR.

Mesmo assim, o desempenho geral de Elano fica atrás de Levir Culpi. Neste caso, são seis jogos, com três vitórias e três derrotas, aproveitamento de 50%. Levir deixou o Santos com 58,6%.

Dorival Júnior, aliás, que comandou o Santos no início do Brasileiro, tem desempenho semelhante ao de Elano. Em quatro jogos, ele venceu apenas uma partida e foi derrota em três oportunidades, com 25% de aproveitamento.

Apesar do desempenho ruim de Elano, o Santos se mantém tranquilo no G4. Nesta rodada, a equipe santista foi beneficiada com o tropeço de seus concorrentes. O clube paulista é o quarto colocado, com 57 pontos ganhos, dois a mais que o Cruzeiro, na quinta posição, com 55 pontos. No entanto, o time mineiro conquistou a Copa do Brasil e já está classificado para a competição continental.

O Botafogo, sexto colocado, tem apenas 51 pontos ganhos, enquanto Flamengo e Vasco soma 50, na sequência. Após perder para o Bahia, o Santos encara o Grêmio no próximo domingo (19), às 19h (de Brasília), na Vila Belmiro, em jogo válido pela 36ª rodada da competição.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber