Mais lidas
Esportes

A um passo do hepta: veja sete dúvidas que o Corinthians derrubou em 2017

.

Vai cair? Que nada! Carille puxa lista de dúvidas que foram derrubadas em 2017 (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)
Vai cair? Que nada! Carille puxa lista de dúvidas que foram derrubadas em 2017 (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

A uma vitória de conquistar o título brasileiro de 2017, o Corinthians pode olhar para trás e dizer que superou uma série de desconfianças para brilhar na atual temporada.

Questionamentos vindos dos rivais, da própria torcida e até, por vezes, de dentro de casa. O Timão até oscilou no segundo turno do Brasileirão, mas soube reagir e ficar a um passo do heptacampeonato nacional.

Às vésperas do jogo contra o Fluminense, nesta quarta-feira, às 21h45 (horário de Brasília), em Itaquera, o GloboEsporte.com lista sete momentos em que o Timão foi colocado em dúvida. Se vencer o rival carioca, o título estará garantido.

Quarta forçaLogo no início da temporada, o Corinthians recebeu esse rótulo porque estava fora da Taça Libertadores e vinha em baixa. Com o novato Fábio Carille no comando, passou a ser visto com desdém pelos rivais. O panorama mudou quando o Timão avançou no Paulista e venceu o torneio com sobras. Primeira força neles!

Primo pobreAs maiores contratações do Corinthians para 2017 vieram “de graça”: Jadson e Jô assinaram contrato apenas com luvas a receber. Também chegaram Gabriel, Kazim, Pablo... Empréstimos, valores menores... Enquanto isso, São Paulo (Pratto) e Palmeiras (Borja) gastaram milhões por seus centroavantes. O Timão superou os rivais em campo e tem em Jô o vice-artilheiro do Brasileirão, com 16 gols.

Elenco fracoEste é o Corinthians que mais jogou no ano: Cássio, Fagner, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon; Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô.

Cássio, Fagner e Rodriguinho foram convocados por Tite para a seleção brasileira ao longo do ano. Balbuena e Romero são figuras de respeito na seleção paraguaia. Arana é a principal revelação da lateral esquerda, Jô já jogou Copa do Mundo...

No banco, Clayson, Marquinhos Gabriel, Camacho, Giovanni Augusto, Kazim, Pedrinho, Léo Santos, Walter... Não são nomes badalados, mas tiveram participações decisivas em pelo menos um jogo do Brasileiro.

Carille não vai durar

Analistas previam, alguns torcedores também: Fábio Carille, auxiliar desde 2009, não vai suportar a pressão de dirigir um Corinthians. Organizou o time, começou com título paulista, passou 19 rodadas invicto no Brasileirão e hoje é respeitado. Até que durou, né?

Vai despencar

A previsão de Renato Gaúcho, do Grêmio, veio quando o Corinthians estava 10 pontos à frente na tabela e tinha acabado de vencer o Palmeiras, na casa do rival. O Timão até tropeçou, viu os rivais se aproximarem. Mas, despencar? Não rolou...

Só ganha no apitoTeve gol de mão de Jô? Teve. Impedimento de Romero contra o Palmeiras? Também. Mas, e os dois gols do mesmo Jô anulados contra Coritiba e Flamengo, respectivamente? Em (mais uma) temporada de arbitragens ruins, o Corinthians foi beneficiado e prejudicado em proporção semelhante. Não é isso que deixa a equipe perto do título.

 O Palmeiras vai passar

Na semana mais crítica do ano, o Corinthians enfrentaria o Palmeiras com apenas cinco pontos de vantagem. Em meio a protestos da torcida, o Timão chegou pressionado a Itaquera, mas fez seu melhor jogo no segundo turno e venceu por 3 a 2. Ainda há alguma dúvida sobre a força desse time?

Fonte Globoesporte.com - Bruno Cassucci, Diego Ribeiro e Marcelo Braga, São Paulo



×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber