Mais lidas
Esportes

Revés complica missão do Botafogo, que tenta feito inédito na história

.

LEO BURLÁ

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - A derrota por 1 a 0 para o Atlético-PR resultou em vaias da torcida do Botafogo, mas o técnico Jair Ventura afirma que o time segue no caminho por seu objetivo principal: uma vaga na Libertadores.

O treinador negou que o elenco tenha feito um pacto por um posto na competição continental, torneio disputado este ano pelo clube. Se conseguir uma vaga na edição de 2018, o Bota conseguirá um feito inédito, já que nunca disputou duas vezes seguidas a Libertadores.

Apesar da pressão pelas derrota em casa para o Fluminense e o Atlético, Jair afirma que o planejamento é feito rodada após rodada, e garante que não há pressão pelo feito inédito.

"Não teve pacto nenhum de chegar na Libertadores, a gente trabalha jogo a jogo. Não passa a ser um pesadelo jogar em casa, não. Tivemos revés contra o Atlético-PR, mas não é pesadelo".

O tropeço foi ruim para os planos alvinegros, mas o Botafogo segue firme na busca por seu principal objetivo Mesmo com a derrota, o Alvinegro ainda está na 6ª colocação, com 51 pontos. Passado seu compromisso, cabe aos alvinegros secarem Fla e Vasco, seus perseguidores mais diretos.

"Quando se trabalha com time grande, com um time gigante como o do Botafogo, está sempre sobre pressão. Prefiro ser cobrado por classificação à Libertadores do que para sair do rebaixamento", falou Jair.

Após o compromisso ante os paranaenses, o elenco ganha um dia de folga. Na segunda, o grupo volta aos trabalhos de olho na partida contra o Atlético-GO, quinta, no Nilton Santos.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber