Mais lidas
Esportes

Defesa pede interrupção da suspensão de Guerrero e aguarda resposta até sexta

.

VINICIUS CASTRO

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - A defesa de Paolo Guerrero está tentando liberá-lo para jogar pelo Flamengo e pela seleção peruana.

Em contato com a reportagem nesta quarta (8), o advogado Bichara Neto confirmou ter procurado a Fifa com um pedido de interrupção da suspensão preventiva.

A resposta da entidade será dada até esta sexta (10). Se liberado, o atacante poderá defender o Peru na partida de volta da repescagem para a Copa do Mundo, contra a Nova Zelândia.

Seja qual for a resposta, ele já treinará no Flamengo nesta quinta (9), embora não no mesmo horário que os companheiros.

Em virtude do exame antidoping que detectou a substância Benzoilecgonina, principal metabólito da cocaína, Guerrero está suspenso preventivamente por 30 dias.

A contraprova será aberta nesta quinta, na Alemanha. Caso seja confirmado o uso da substância, pode haver um gancho de até quatro anos.

Em rápido contato com o programa Punto Certo, do Peru, ele não quis abordar o assunto.

"Estou tranquilo. Vamos fazer força para que a gente ganhe no dia 11 [primeiro duelo do Peru contra a Nova Zelândia, pela repescagem da Copa. O segundo, que Guerrero tentará jogar, será no dia 15]", afirmou.

A CBF será braço importante na defesa de Paolo Guerrero. A entidade disponibilizará todos os laudos dos exames antidoping realizados pelo atacante do Flamengo desde que chegou ao Brasil, em 2012.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber