Mais lidas
Esportes

Tchê Tchê quer afastar 'fantasma' do dérbi e ignora provocação do Vitória

.

DANILO LAVIERI

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Palmeiras mal terá tempo de digerir a derrota de domingo para o arquirrival Corinthians. Nesta quarta (8), a equipe volta a campo para encarar o Vitória -dias depois de o presidente do clube baiano prometer "atropelar" o time alviverde- e sustentar uma posição no G-4 do Campeonato Brasileiro. O curto espaço de tempo é visto como algo favorável para a equipe não tratar o revés do fim de semana como algo perturbador para o restante da temporada.

Nesta terça-feira (7), inclusive, Alberto Valentim optou por fechar os treinos da sua equipe, sem mostrar qual será a escalação inicial para o jogo das 21h45 desta quarta.

"A maior dificuldade é imposta por nós mesmos, para não trazer nenhum fantasma desta derrota que tivemos no último jogo. O pessoal que atuou domingo não treinou, mas hoje [terça-feira], o Valentim terá o grupo todo junto para que a gente chegue bem preparado", declarou Tchê Tchê, antes de evitar tratar o Corinthians como "fantasma" palmeirense neste Brasileiro.

"Daqui a pouco vão falar que vamos levar um fantasma para a Bahia: é no bom sentido. Não podemos depois de uma série de bons resultados esquecer o que vem sendo feito. Não saiu como queríamos no último jogo, mas futebol é assim, não dá para ganhar todos", acrescentou o jogador, relembrando a sequência de cinco jogos de invencibilidade antes do dérbi.

A derrota para o Corinthians afastou o Palmeiras da briga pelo título da Série A. São oito pontos que separam o atual campeão nacional do arquirrival e líder, restando apenas seis rodadas para cada clube concluir a participação no principal campeonato da temporada no país.

Fora da disputa pelo topo, o "discurso do G-4" ganha ainda mais força no dia a dia palmeirense. O principal objetivo deste fim de temporada é assegurar uma vaga direta na fase de grupos da Copa Libertadores. Para se fixar no grupo, Alberto Valentim trata como fundamental os três pontos diante do Vitória.

O clube baiano tratou de esquentar o clima para o jogo antes mesmo de o Palmeiras desembarcar na Bahia. O presidente Agenor Gordilho, em entrevista à Rádio Itapoan, anunciou uma promoção de ingressos para os sócios e provocou o atual campeão nacional.

"O sócio vai poder levar um acompanhante de graça. Isso é uma decisão minha. Precisamos incentivar quem se associa ao clube. O clube precisa de sócios. Quanto maior o número de sócios, melhor para o clube. É uma receita firme, segura. Todo sócio terá direito a levar seu convidado para o jogo de quarta. E vamos atropelar o Palmeiras dentro de casa. Essa é minha esperança, minha fé", declarou o dirigente, sumariamente ignorado por Tchê Tchê.

"Cada um luta com a arma que pode nesta hora. Não tem muito o que falar, respeitamos o Vitória, não vamos entrar com mais vontade se alguém falar que vai ganhar ou perder da gente. A motivação tem de ser jogar no Palmeiras", discursou o meio-campista palmeirense.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber