Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Esportes

Brant e Campello anunciam união contra Eurico e não fecham porta para Horta

.

BRUNO BRAZ

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - A aguardada união entre Alexandre Campello e Julio Brant foi anunciada de maneira oficial na noite desta segunda-feira (30) em um clube português da Tijuca, na Zona Norte do Rio de de Janeiro. No evento, que contou com a presença dos ídolos Felipe, Pedrinho e Mauro Galvão, os candidatos não fecharam as portas para Fernando Horta, outro oposicionista da eleição do Vasco que acontecerá no próximo dia 7.

Enfatizando que o adversário real é o atual presidente do clube, Eurico Miranda, eles classificaram como "bem-vindo" o apoio do empresário, que chegou a dialogar com ambos por uma aliança, mas não avançou nas conversas.

"Todo vascaíno é bem-vindo. O Fernando [Horta] é um grande benemérito, um vascaíno importante e ele será muito bem-vindo, sem dúvida alguma, se quiser nos apoiar. Queremos apoio de todos os vascaínos que querem mudança no Vasco", declarou Julio Brant, que foi acompanhado no discurso por Campello:

"Somos todos vascaínos. Todo aquele vascaíno que se opõe a atual gestão e quiser cerrar fileiras com a nossa chapa, será muito bem-recebido. Não deve existir revanchismo, ninguém deve ser rotulado. O grande opositor a ser batido é o Eurico".

O auditório contou com cerca de 700 pessoas que se inflamaram diversas vezes com gritos de "fora, Eurico" e de apoio ao clube. Em um gesto simbólico, Brant vestiu a camisa da chapa de Campello e vice-versa.

Na configuração da junção, ficou estabelecido que Julio Brant será o candidato à presidência com Alexandre Campello como vice. O empresário Nelson Sendas será o segundo vice. A chapa se chamará "Frente Sempre Vasco Livre" e, no dia da eleição, as cédulas do grupo serão nas cores verde e amarela.

Com os gritos de "volta" dos vascaínos presentes ao auditório, o ex-jogador Felipe pediu o apoio dos sócios:

"Satisfação muito grande fazer parte dessa união. Infelizmente não posso mais ajudar dentro de campo porque estou velho (neste momento, vascaínos gritaram 'volta, Felipe'). Chegamos ao Vasco em 1983, eu e meu irmão Pedrinho, e poder fazer parte da história do Vasco novamente é muito emocionante. Contamos com todos dia 7".

Seu fiel companheiro também fez coro pelos votos para a dupla Brant e Campello.

"Alguns de vocês conhecem minha história. Desde os 6 anos no Vasco. Eu tinha muito medo de colocar meu nome vinculado a alguma coisa política no clube e perder isso. Só que quem é vascaíno tem que correr esse risco. Não bastava ficar em casa recebendo elogios e o Vasco num momento difícil. Dia 7 a gente conta com todo mundo pra fazer um Vasco diferente", disse Pedrinho.

Mauro Galvão revelou sua felicidade ao receber um comunicado no fim de semana de que aconteceria a união.

"Eu fiquei super empolgado. E mais empolgado em encontrar tanta gente boa do tempo que eu jogava no Vasco. Sabemos que não vai ser fácil ganhar a batalha, terá que ser todo mundo se ajudando, tentando convencer as pessoas que votam. Estamos muito motivados e realmente essa união tem tudo para dar certo", declarou o capitão do título da Libertadores de 98.

Edmundo não pôde comparecer em razão de compromissos profissionais. Brant precisou deixar o evento às pressas em razão de uma viagem profissional para a Suíça ainda na noite desta segunda.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Esportes

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber