Mais lidas
Esportes

ATUALIZADA - Globo vence queda de braço com a CBF e compra diretos da seleção até 2022

.

SÉRGIO RANGEL

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - A TV Globo vai transmitir os jogos da seleção brasileira nas próximas eliminatórias e todos os amistosos até a Copa do Mundo de 2022.

A emissora fechou um acordo com os dirigentes da CBF para obter um pacote de quase 40 partidas até a Copa do Qatar. Na negociação, a Globo também comprou os direitos para exibir os jogos em TV fechada.

O valor de cada partida não foi divulgado, mas ficou abaixo do lance mínimo proposto pela CBF no leilão realizado em setembro.

Na ocasião, a entidade ofereceu os direitos dos amistosos por US$ 3,5 milhões por jogo (R$ 11,3 milhões). Nenhum canal fez proposta. O montante mínimo chegava a US$ 129,5 milhões (R$ 420 milhões).

Até o ano passado, a Globo pagava cerca de US$ 2 milhões (R$ 6,4 milhões) por partida para exibir os jogos da seleção nas TVs aberta e fechada e na internet.

Como não conseguiu viabilizar uma proposta concorrente, a CBF decidiu fechar com os executivos da Globo nesta semana sem fazer uma segunda rodada da licitação.

O jogo do dia 10 de novembro será o primeiro do pacote. A seleção comandada por Tite enfrentará o Japão, em Lille. Quatro dias depois, o time brasileiro jogará contra a Inglaterra, em Wembley.

Com o desfecho, a emissora líder de audiência no país venceu a queda de braço travada pela CBF há quase um ano. A entidade tentava faturar mais com os amistosos.

Em janeiro, a confederação abriu o sinal para todas as emissoras na partida contra a Colômbia, no Engenhão, e anunciou que faria uma concorrência pública.

Logo depois, em junho, sem conseguir um acordo com a Globo, a CBF produziu e transmitiu os dois amistosos da seleção na Oceania.

Pelé foi contratado por R$ 400 mil para ser o comentarista. Para os amistosos serem exibidos nos canais abertos, a CBF comprou horário na TV Brasil e na TV Cultura.

A entidade, porém, não pôde fazer anúncios de seus patrocinadores na TV Brasil. A legislação não permite que o canal público veicule comerciais, apenas publicidade institucional.

A experiência independente foi considerada um balde de água fria. A audiência foi pequena. Segundo os dados nacionais consolidados do Ibope, a Cultura alcançou 1,2 ponto; a TV Brasil, 0,9 e a Globo, 9,9 pontos.

Na primeira rodada da licitação, a emissora carioca comprou os direitos apenas para transmitir os jogos pelas plataformas digitais e sem exclusividade.

Por cada partida, o grupo carioca desembolsará cerca de US$ 675 mil (R$ 2,1 milhões), 35% acima do lance mínimo exigido pela CBF, que era de US$ 500 mil (R$ 1,6 milhão).

Apesar de poder transmitir pela internet, a confederação desistiu de exibir os amistosos pela TV CBF.

O primeiro amistoso da seleção exibido pela Globo foi em 1965, quando o Brasil empatou com a extinta União Soviética, por 2 a 2, no Maracanã. Mas a transmissão não foi ao vivo. Foi exibida poucas horas depois do início.

A Copa de 1970 foi a primeira que os brasileiros puderam assistir à transmissão dos jogos ao vivo, por intermédio de um pool de emissoras, incluindo a TV Globo.

FBI

A concorrência pública feita em setembro foi uma tentativa da CBF para dar mais transparência aos seus negócios.

O presidente da CBF, Marco Polo Nero, e seus dois antecessores (José Maria Marin e Ricardo Teixeira) são acusados pelo FBI de integrar um grupo de cartolas que recebiam propina na venda dos direitos de transmissão de competições no Brasil e na América do Sul.

Entre os brasileiros, Marin é o único preso. Ele foi detido na Suíça em maio de 2015 e cumpre prisão domiciliar nos Estados Unidos.

CAMINHO PARA RÚSSIA

Pelo pacote comprado pela Globo, a emissora transmitirá outras quatro partidas até a abertura da Copa do Mundo.

A revanche contra a Alemanha é o jogo mais aguardado. O amistoso será em março, em Berlim. É primeiro confronto entre os dois países desde a goleada imposta pelos alemães por 7 a 1, em Belo Horizonte, na Copa do Mundo de 2014.

Dias antes, a seleção brasileira jogará contra a Rússia. A partida será em um dos estádio do Mundial, mas ainda não tem local definido.

Em maio, o time de Tite fará um amistoso, provavelmente no Brasil. A CBF quer que a partida aconteça no estádio do Maracanã.

No mês seguinte, pouco antes do início do Mundial, o Brasil jogará o último amistoso. A partida deve ser disputado em Londres.

Tite pediu para enfrentar um adversário africano.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber