Mais lidas
Esportes

Dudu vive fase goleadora e se aproxima de melhor ano com Palmeiras

.

JOSÉ EDGAR DE MATOS

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Os dois gols anotados contra o Grêmio, no último domingo (22), elevaram Dudu ao posto de goleador na nova fase do Palmeiras sob o comando de Alberto Valentim. Com três bolas nas redes nos três compromissos em que o interino esteve no banco de reservas, o capitão quebrou uma marca importante na história recente da equipe e ainda se aproximou de um recorde pessoal.

Dudu chegou aos 22 gols em Campeonatos Brasileiros e se tornou o artilheiro isolado do clube na história dos pontos corridos; o camisa 7 deixou para trás Juninho Paulista e Marcinho. O atacante ainda é o goleador da história do Allianz Parque com 20 bolas nas redes.

Em relação aos números pessoais, faltam apenas três gols para Dudu alcançar o ano mais goleador com a camisa do Palmeiras -restam oito jogos para o encerramento do Brasileirão. Contratado para ser uma referência técnica da equipe há duas temporadas, o jogador anotou 16 em 2015. No ano passado foram nove.

A fase artilheira recente de Dudu auxilia o Palmeiras na difícil missão de caça ao Corinthians na briga pelo título nacional. São seis pontos que separam o time alviverde do arquirrival, que entra em campo nesta segunda-feira para encarar o Botafogo no fechamento da 30ª rodada.

O papel do meia-atacante e capitão do time é exaltado por Valentim. O técnico interino do Palmeiras trata de elogiar não apenas o "faro de artilheiro" dos últimos jogos, mas, especialmente, o espírito coletivo demonstrado pelo atleta diante de Atlético-GO, Ponte Preta e Grêmio.

"O Dudu é um dos pilares do nosso time e um jogador que tecnicamente tem nível de seleção, até foi convocado recentemente. Tem nos ajudado muito, entendeu a forma que nós gostamos que ele se movimente sem a posse de bola", analisou Alberto Valentim.

"Ele é um jogador extraordinário, a gente já sabe das qualidades técnicas dele. E fico muito feliz por ele ter feito gols, porque tem se doado muito quando a gente não tem a bola", finalizou o treinador depois do triunfo por 3 a 1 sobre o Grêmio, no último domingo (22).

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber