Mais lidas
Esportes

Hamilton diz saber quem sonda vaga na Mercedes

.

JULIANNE CERASOLI

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Fernando Alonso já ficou interessado no passado, Sebastian Vettel mantém contato com a chefia, e mais recentemente Max Verstappen é quem foi ligado a uma possível transferência para a Mercedes em um futuro próximo.

E o dono da vaga mais cobiçada da F-1 nos últimos anos, Lewis Hamilton, garante que fica sabendo sempre que alguém sonda a possibilidade de ou tomar seu lugar, ou tornar-se seu companheiro. “Sou informado sobre quem está entrando em contato com a equipe e isso acontece devido à ótima relação que eu tenho com o Toto [Wolff, chefe de equipe], ele é muito aberto comigo em relação a isso. E às vezes é interessante ver quem tenta pegar a minha vaga ou pegar a vaga como meu companheiro”, apontou Hamilton, cujo atual contrato vai até o final do ano que vem.

Em 2018, o inglês terá como companheiro Valtteri Bottas por uma segunda temporada e, pelo menos por enquanto, as duas vagas no time mais vencedor dos últimos tempos, estariam abertas em 2019.

Alonso já parece ter desistido de uma transferência. Questionado sobre uma possível renovação com a McLaren por apenas um ano para também ficar livre, o espanhol disse que sua “visão de automobilismo é mais abrangente do que isso”, dando a entender que fica em sua atual equipe por ela lhe permitir disputar outras categorias paralelamente.

Já Vettel assinou por mais três anos com a Ferrari e só estará livre ao final de 2020. É aí que entra a dupla da Red Bull: Daniel Ricciardo tem contrato até o final de 2018 e já disse que só fica se tiver um carro vencedor. Sua vontade é ir para a Ferrari, mas dificilmente Vettel aprovaria seu nome na Scuderia, o que abre as portas para uma transferência para a Mercedes.

Verstappen, por sua vez, já está em contato com o time alemão, e aposta que poderá se livrar do acordo atual com a Red Bull também no final do ano que vem.

Enquanto isso, Hamilton se mostra tranquilo em relação a sua renovação e garante que não tem pressa de selar um novo acordo, ainda que coloque todas as fichas na permanência na Mercedes. “Nada disso muda muita coisa para mim, porque meu plano é continuar com a equipe e vamos sentar em algum momento depois da temporada para começar a negociar. Não tenho pressa porque ainda tenho um ano de contrato e sei que a equipe tem consciência de que eu não converso com nenhuma outra equipe. Não estou avaliando minhas opções, minha ideia é ficar aqui nos anos que ainda me restam, sejam lá quantos forem.”

O piloto inglês caminha para conquistar o tetracampeonato, depois de ter vencido quatro das últimas cinco corridas e ter aberto 59 pontos em relação a Vettel com 100 pontos ainda em jogo no campeonato.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber