Mais lidas
Esportes

Menina vive drama com visão afetada e fraturas após bolada a 170km/h

.


SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - A filha do advogado americano Geoffrey Jacobson completa dois anos nesta semana, mas sua família não consegue pensar em uma comemoração “normal” para a data. Isso porque, no último 20 de setembro, a menina foi atingida no rosto por uma bola de beisebol a cerca de 170 km/h durante o jogo entre New York Yankees e Minnesota Twins, pela liga norte-americana de beisebol. Desde então, não falta preocupação na casa dos Jacobson.

Passados quase 15 dias do ocorrido, a menina já voltou para casa, mas os problemas persistem. Ela teve múltiplas fraturas faciais, incluindo no osso orbital e no nariz, e segue com os olhos inchados. Os médicos temiam que o sangramento no cérebro causasse convulsões e sua visão ainda não está 100%.

Em entrevista ao "The New York Times", o pai dela, Geoffrey, disse que ainda não é possível saber se a visão da menina voltará ao normal. Entre os hematomas, a testa ainda tem as marcas da costura da bola e o nariz apresenta uma grande ferida. “Mas isso não é uma preocupação agora diante da gravidade das outras lesões”, resumiu o pai, que também emitiu um comunicado sobre o assunto. A necessidade de fazer uma cirurgia plástica ainda não foi descartada.

A menina estava com o irmão de quatro anos e os avós paternos no Yankee Stadium quando foi atingida pela bola rebatida. Eles estavam atrás de um dos bancos de reservas, na altura da terceira base. O avô tentou impedir a bola, mas não conseguiu.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber