Mais lidas
Esportes

Diego Alves pega pênalti, mas Flamengo perde para Ponte e fica fora do G-6

.

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Diego Alves mostrou o porquê da fama de ser pegador de pênaltis. Nesta segunda-feira (2), o goleiro evitou gol de Lucca, na penalidade máxima, mas não evitou a derrota do Flamengo para a Ponte Preta por 1 a 0, no Moisés Lucarelli, pela 26ª rodada do Brasileiro.

Jean Patrick fez o gol da vitória, que tirou o time de Campinas, agora com 31 pontos, da zona de rebaixamento. O Flamengo, por sua vez, perdeu oportunidade de voltar ao G-6 com a derrota do Botafogo, no último domingo (1º), no Nilton Santos.

O time rubro-negro se mantém com 39 pontos, na sétima posição, que garante vaga na Libertadores porque o Cruzeiro, campeão da Copa do Brasil e já classificado à competição internacional, está à frente.

Os cariocas voltam a campo no dia 12, quando terá o Fluminense pela frente. No mesmo dia, a Ponte receberá o Santos.

Mesmo jogando em casa, a Ponte Preta não conseguiu impor seu jogo. O time de Campinas marcava forte, mas não conseguia criar oportunidades quando tinha a posse da bola. A única jogada dos mandantes ocorreu no início do jogo, quando Emerson Sheik encontrou Lucca dentro da área. A bola saiu pela linha de fundo.

Enquanto a Ponte Preta se destacava pela forte marcação, o Flamengo se caracterizou por ter a posse de bola na maior parte do tempo. O time, no entanto, apresentou velhos defeitos. Apesar de ficar com a bola, o time rubro-negro não criava oportunidades. A melhor delas ocorreu em cruzamento na área, em infiltração de Willian Arão.

Se o primeiro tempo foi morno, a etapa complementar iniciou completamente diferente. A Ponte Preta voltou elétrica do intervalo e quase abriu placar com Lucca no primeiro minuto. A bola só encontrou a rede em seguida. Jean Patrick, que foi colocado em jogo pelo técnico Eduardo Baptista momentos antes, chutou bem da entrada da área para fazer 1 a 0.

A Ponte Preta teve a chance de fazer o segundo gol e encaminhar a vitória em Campinas. O artilheiro Lucca assumiu a responsabilidade, mas parou em Diego Alves. O goleiro que desfalcou o Flamengo na final da Copa do Brasil, quando o time perdeu para o Cruzeiro nos pênaltis e viu Alex Muralha ser execrado com o vice-campeonato.

Inspirado, Vinicius Júnior teve bom desempenho na partida. O jogador vendido ao Real Madrid tentava jogadas individuais e com pouco tempo em campo gerou a expulsão de Naldo, que deu entrada violenta no adversário e foi expulso direto pela arbitragem.

PONTE PRETA

Aranha, Nino Paraíba, Marllon, Luan Peres e Jeferson; Elton (Yago); Emerson Sheik, Mendoza (Jean Patrick), Wendel e Danilo Barcelos; Lucca. T.: Eduardo Baptista

FLAMENGO

Diego Alves, Pará, Réver, Rodolfo e Renê; Márcio Araújo (Vinicius Jr), Willian Arão e Diego (Felipe Vizeu); Geuvânio (Gabriel), Éverton Ribeiro e Lucas Paquetá. T.: Reinaldo Rueda

Estádio: Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)

Juiz: Igor Junio Benevenuto (MG)

Cartões amarelo: Mendoza e Wendell (PON) René e Márcio Araújo (FLA)

Cartão vermelho: Naldo (PON)

Gols: Jean Patrick (PON), aos 7 minutos do segundo tempo

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber