Mais lidas
Esportes

CBF vai disponibilizar orientadores aos clubes para explicar árbitro de vídeo

.

LUIZ COSENZO, ENVIADO ESPECIAL ÁGUAS DE LINDOIA, SP (FOLHAPRESS) - A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) afirmou nesta terça-feira (26) que vai disponibilizar orientadores aos clubes da Série A para explicar as funções do árbitro de vídeo, que provavelmente começará a ser utilizado no dia 14 de outubro, quando será realizada a 28ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Desde a última segunda-feira (25), a entidade realiza treinamentos para a implementação do sistema para 64 árbitros e assistentes em Águas de Lindoia, interior de São Paulo. Eles foram divididos em quatro grupos, com 16 pessoas —cada turma terá cinco dias. As atividades vão até o dia 11 de outubro.

No curso, os árbitros realizam trabalhos teóricos, assistem vídeos ilustrativos e também fazem simulações de lances que podem acontecer durante a partida. Os jogadores que simulam as jogadas são da categoria sub-17 do Brasilis, time que disputa a Série B do Paulista, equivalente à Quarta Divisão.

De acordo com Manoel Serapião Filho, presidente da Escola Nacional de Arbitragem, o árbitro de vídeo será responsável por auxiliar na marcação de "lances que interferem no desenvolvimento de uma partida como segue o protocolo da Fifa".

"Eles vão marcar gols irregulares, gols acontecidos e não marcados, pênaltis indevidos ou pênaltis acontecidos e não marcados, expulsão clara que não tenha sido marcada e erro na identificação do cartão", disse Serapião.

Ele também confirmou que os árbitros de vídeo terão as imagens das sete câmeras disponibilizadas pela Globo, detentora dos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro, em jogos que são transmitidos pelo pay-per-view.

"Vamos trabalhar com sete câmaras. Será a base das transmissões que hoje é feita no Brasil pela empresa que tem a concessão de transmitir os jogos. O procedimento será igual para todos jogos. O árbitro está treinado para usar sete câmeras. Elas são suficientes para definir claramente os lances claramente que necessitamos", explicou.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber