Mais lidas
Esportes

Conselheiro do São Paulo registra boletim de ocorrência contra Leco

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Pedro Miguel Mauad, conselheiro do São Paulo, registrou nesta segunda-feira (25) um boletim de ocorrência em que reforça a denúncia feita na véspera sobre suposta agressão que sofreu do presidente do clube, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco.

O boletim foi emitido pelo 34º Distrito Policial, do Morumbi, às 16h52.

Em sua natureza, o boletim de ocorrência apresenta denúncia de "injúria real".

"Foi uma tentativa de agressão não só contra um conselheiro e um sócio do São Paulo, mas também a um idoso", disse Mauad, 65. Leco tem 79 anos.

Em meio a uma tentativa de recuperação no Brasileiro, há 13 rodadas na zona de rebaixamento após o empate por 1 a 1 com o Corinthians neste domingo (24), o São Paulo agora enfrenta mais um episódio de sua turbulência política.

A intenção de Mauad agora é de anexar o documento público em uma representação contra Leco no Conselho Deliberativo do clube, buscando a Comissão de Ética. Ele afirma ter a assinatura de pelo menos 60 conselheiros como respaldo.

Presidente do Conselho Deliberativo, Marcelo Abranches Pupo Barboza foi indicado como testemunha no boletim de ocorrência, embora não estivesse presente em seu ato de confecção.

Nos saguões do Morumbi, já era conhecida uma rusga anterior entre Leco e o conselheiro. O presidente já havia entrado em julho com uma representação no Conselho Deliberativo contra Mauad. Em sua ação, alegou que ter sido alvo de calúnia, injúria e difamação. Outro conselheiro, Douglas Schwartzmann, foi citado.

Foi registrada uma conversa entre Mauad e Schwartzmann, integrantes do grupo de oposição "Movimento São Paulo", em uma rede social, com insinuações de improbidade sobre Leco.

Como se não bastasse o novo episódio, há no Morumbi crescente descontentamento com um trabalho considerado falho de Leco no gerenciamento de crises. Sua entrevista ao site "Chuteira FC", na qual fez comentários sobre o zagueiro Rodrigo Caio e o meia Cueva, além da breve passagem de Rogério Ceni como técnico do clube, foi vista como importuna, especialmente pelo momento de publicação, às vésperas de um clássico.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber