Mais lidas
Esportes

Após vitória, Levir Culpi compara torcida santista com japonesa

.

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Santos foi eliminado pelo Barcelona-EQU, na última quarta-feira (20), nas quartas de final da Libertadores. Após a derrota por 1 a 0, a torcida se revoltou com o time e arrumou confusão na saída da Vila Belmiro. Já neste sábado (24), a equipe voltou a campo e venceu o Atlético-PR por 1 a 0, pelo Campeonato Brasileiro, sob os olhares de 4.257 pessoas. Depois do jogo, o técnico Levir Culpi falou sobre a postura dos torcedores.

"Não me surpreendeu negativamente, porque o torcedor descarrega a energia positiva ou negativa. Na derrota, a decepção é total. Não dá para culpar. Ele não pode jogar, ele quer que o time jogue bem. Aqui, o torcedor ainda não tem uma educação japonesa, que vem ao campo para ver futebol. No Japão, eles torcem para uma camisa e pronto. Quando perde, as coisas acontecem de forma mais civilizada, digamos assim. Infelizmente, aqui no Brasil não vai ser nessa geração que vai mudar", disse o treinador, que foi informado por um repórter de um possível interesse de um clube japonês e brincou sobre retornar ao país asiático.

"Sério? Estou indo (risos). Eu estou feliz em saber, porque é motivo de alegria. É um país maravilhoso, aprendi muito lá. Alguém falou que eu estava desatualizado, porque eu fiquei sete anos no Japão e foi um completo engano. Eu fui lá para aprender futebol, e não ensinar. Seria um prazer voltar, mas não tem absolutamente nada. Não sei de onde surgiu a informação", declarou.

Com a vitória em casa, o Santos chega aos 44 pontos, provisoriamente na vice-liderança da competição. Agora, a equipe já tem um novo objetivo traçado.

"Esta foi a importância da vitória. O próximo adversário é o Palmeiras. Imagina a repercussão negativa se a gente perdesse hoje. Por isso, quero agradecer a quem veio hoje torcer por nós. Teve muito empenho e esforço. Traçamos a meta, porque queremos completar a temporada sem perder. Para envolver todos em uma situação como essa, é a parte mais difícil do futebol, porque é muito decepcionante a eliminação, mas temos o objetivo de seguir invictos até o final. A Libertadores passou, e o foco agora é a próxima Libertadores. Não adianta ficar chorando o leite derramado", afirmou Levir.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber