Mais lidas
Esportes

Por ameaça norte-coreana, França pode não ir à Olimpíada de Inverno em 2018

.

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - A ministra do esporte da França ameaçou nesta quinta-feira (21) não enviar os esportistas do país da disputa dos Jogos Olímpicos de inverno de 2018, que serão realizados na Coreia do Sul. Em uma entrevista à rádio "RTL", Laura Flessel mostrou preocupação com a segurança de seus atletas, devido à instabilidade militar que a Coreia do Norte mostra no momento. “Se piorar e não tivermos nossa segurança garantida, então nosso time francês ficará aqui. Não vamos colocar nosso time em perigo”, declarou a política, primeira autoridade a emitir um posicionamento deste tipo com relação aos Jogos de Pyeongchang, cidade localizada a 80 km da fronteira norte-coreana.

Em resposta a ela, o COI (Comitê Olímpico Internacional) emitiu um comunicado afirmando que está em contato com governantes que estiverem preocupados com a segurança de seus atletas.

Antes da declaração de Flessel, Thomas Bach, presidente do COI, havia dito que “não havia um sinal de que havia uma ameaça à segurança dos Jogos no contexto das tensões entre Coreia do Sul e alguns outros países.”

Os Jogos Olímpicos de Inverno de Pyeongchang serão realizados entre os dias 9 e 25 de fevereiro do próximo ano. Enquanto isso, Estados Unidos e Coreia do Norte trocam ameaças por meio de seus presidentes.

Nesta semana, Donald Trump afirmou em seu primeiro discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas que poderia “destruir totalmente” a Coreia do Norte, além de apelidar o ditador Kim Jong-un de “homem-foguete”. Jong-un respondeu nesta sexta que Trump é “mentalmente perturbado” e disse que as afirmações do americano são “a declaração mais feroz de uma guerra na história.”

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber