Mais lidas
Esportes

River faz 8 a 0 no Wilstermann e vai à semi da Libertadores

.

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - A vantagem que o Jorge Wilstermann,da Bolívia, construiu no jogo de ida das quartas de final da Libertadores contra o River Plate, da Argentina, foi desfeita em menos de 20 minutos do duelo de volta.

Derrotado por 3 a 0 em Cochabamba, na altitude boliviana, o clube argentino massacrou o rival nesta quinta-feira (21) na segunda partida, realizada no Monumental de Núñez, em Buenos Aires, e avançou à semifinal da Copa Libertadores com uma vitória por 8 a 0.

A estrela da noite foi o atacante Ignacio Scocco, que passou pelo Internacional em 2013. O camisa 9 marcou cinco gols na partida, sendo os três primeiros deles antes dos 19 minutos do primeiro tempo. Ele voltou a balançar as redes no primeiro minuto da etapa complementar, o quinto do confronto.

Curiosamente, Scocco estava zerado na competição até esta quinta. Ele tinha quatro jogos pelo River na Libertadores, mas havia passado em branco em todos eles. Com o desempenho notável diante do Jorge Wilstermann, o centroavante ficou a uma bola na rede da artilharia da competição, atualmente dividida entre Fred, do Atlético-MG, e Lucas Barrios, do Grêmio —ambos com seis gols. Ignacio Fernández marcou uma vez e Enzo Pérez outras duas da equipe de Buenos Aires.

O Jorge Wilstermann cai da Libertadores após ter atrapalhado a vida de dois times brasileiros. Ainda na fase de grupos, os bolivianos deram trabalho, mas perderam do Palmeiras por 1 a 0 no Allianz Parque e venceram por 3 a 2 o confronto na Bolívia. Já na fase eliminatória, o time do zagueiro Alex Silva derrotou o Atlético-MG por 1 a 0 em casa e segurou um 0 a 0 no Brasil para chegar até as quartas de final.

Classificado à semifinal, o River Plate ficou próximo de fazer história diante dos bolivianos, repetindo o placar do Santos contra o Bolívar nas oitavas de final da Libertadores de 2012 e ficando a um gol de igualar a segunda maior goleada da história da competição, aplicada pelo próprio River em 1970, sobre o também boliviano Universitario de Sucre.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber