Mais lidas
Esportes

Técnico confirma Cavani e Neymar para pênaltis no PSG, mas adia decisão

.

JOSÉ HENRIQUE MARQUES

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Em entrevista coletiva concedida nesta quinta-feira (21), Unai Emery minimizou a polêmica entre Neymar e Edinson Cavani. De acordo com o técnico do Paris Saint-Germain, é normal que os dois jogadores queiram assumir as bolas paradas por seu espírito competitivo, e os dois estão autorizados a cobrar pênaltis. Quem baterá será decidido antes de cada jogo pelo treinador.

"São jogadores muito competitivos com objetivos individuais. Têm uma boa relação no grupo. Depois do jogo, podem acontecer discussões normais, mas isso não muda a boa harmonia e o bom ambiente", disse Emery.

"No fim, buscamos o objetivo em comum, que é a vitória. Houve uma discussão, normal do calor do momento", completou.

O desentendimento de Neymar e Cavani tem origem nas cobranças de faltas e pênaltis –os dois querem o cargo de batedor oficial do PSG. Uma reunião seria realizada nessa quarta-feira (20) para tratar sobre o tema. Emery afirmou que vai escolher quem será o responsável pelas bolas paradas, mas que vai comunicar sua decisão para os jogadores e não para a imprensa.

"Cavani e Neymar são os jogadores que mais treinam pênaltis e os que possuem essa função no time", explicou.

A entrevista coletiva foi concedida após treino aberto para os jornalistas por 15 minutos. Neste período, os jogadores se espalharam em rodas de bobinho e depois fizeram trabalhos físicos com a bola. Neste momento, Neymar e Cavani ficaram lado a lado, mas sem qualquer tipo de cordialidade ou de desentendimento.

O PSG volta a campo neste sábado (23), às 12h (de Brasília), quando visita o Montpellier pela sétima rodada do Campeonato Francês. O time parisiense venceu seus seis primeiros jogos pela competição.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber