Mais lidas
Esportes

Com Luan em recuperação, Grêmio vê pausa na Libertadores como aliada

.

JEREMIAS WERNEK

PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) - O Grêmio só voltará a jogar pela Libertadores daqui 35 dias, mas Renato Gaúcho não está preocupado. Pelo contrário. A pausa entre as quartas e a semifinal é vista como uma aliada do treinador. O principal motivo é Luan, mas melhorar o desempenho coletivo e o ataque também estão na lista de metas para as próximas semanas.

Comparado a Messi antes do duelo decisivo com o Botafogo, Luan ainda precisa se recuperar plenamente de uma lesão muscular na coxa. "Temos um mês pela frente e aí vamos poder recuperar plenamente todo mundo", disse Renato Gaúcho. "Principalmente o Luan", completou.

O meia-atacante foi vetado pelos médicos e ficou no banco após fazer pedido direto a Renato. A solicitação ainda envolveu entrada nos minutos finais do jogo. Luan não quis ficar fora da decisão, mesmo sabendo que não estava plenamente recuperado, mas agora poderá avançar no tratamento para se livrar das dores e do receio.

"Nesse momento a pausa é fundamental. Temos jogadores importantes que estão se recuperando e fazem falta. É algo nítido, claro. É fundamental parar e recuperar. O Luan é diferente, faz falta ao time pelo que faz. Tem um toque diferente, flutua entre as linhas. Não temos jogadores assim", comentou Marcelo Grohe. "Ele voltando o nosso futebol também vai voltar", acrescentou.

O desempenho do time, aliás, é outro tema que será abordado nos próximos dias. Com a venda de Pedro Rocha ao Spartak Moscou o setor ofensivo passou a sofrer. A ausência de Luan aumentou o problema. E a parada vai dar espaço para novos testes e ajustes.

"Vamos poder treinar, corrigir as falhas e buscar mais objetivos", comentou Renato. "A parada é importante para a gente voltar mais forte", concordou Barrios.

O Grêmio volta a campo no domingo, contra o Bahia, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro. A diretoria ainda não definiu qual será o planejamento em relação aos jogos do nacional nos próximos dias 35 dias. Mas já sabe que a parada lhe agrada.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber