Mais lidas
Esportes

ATUALIZADA - Com gol irregular, Corinthians volta a vencer no Brasileiro

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Após três partidas sem vencer, sendo duas derrotas no Brasileiro e um empate na Copa Sul-Americana, o Corinthians voltou a triunfar, mas graças a um gol irregular.

Aos 28 min do segundo tempo, Jô marcou o gol da vitória corintiana por 1 a 0 sobre o Vasco, no Itaquerão, com o braço após receber cruzamento pela esquerda de Marquinhos Gabriel, que começou o jogo na reserva e entrou no lugar de Rodriguinho.

Os jogadores vascaínos reclamaram muito, mas o árbitro Elmo Alves Resende Cunha validou o gol diante dos mais de 41 mil torcedores corintianos no Itaquerão.

Com o resultado, o Corinthians termina a 24ª rodada do Brasileiro com 53 pontos, na liderança do torneio.

O time tem dez pontos a mais que o segundo colocado na tabela, o Grêmio.

A equipe gaúcha, inclusive, perdeu a oportunidade de manter a distância para o líder ao ser derrotada pela Chapecoense por 1 a 0. O Grêmio voltou a usar um time misto.

Corintianos negaram irregularidade ao argumentar em que a bola entraria mesmo sem intervenção de Jô.

"Eu me joguei na bola, não vi se bateu (no meu braço) na hora ou não. Se tivesse visto, falaria. Tenho que ser exemplo ao meu filho", falou o atacante após o jogo. "O importante é que nós marcamos três pontos", afirmou.

lances de pênaltis

Vice-artilheiro do campeonato com 13 gols marcados, Jô também havia se manifestado contra o juiz.

Ele reclamou de dois pênaltis não marcado sobre ele, ambos nos primeiros 45 minutos de jogo.

"O primeiro pênalti no jogo não foi nada, no segundo acho que foi", afirmou o técnico Fábio Carille. De fato. Pelas imagens da TV, foi possível ver o zagueiro Breno dar um toque nas pernas de Jô dentro da área.

O jogo também foi marcado pela volta do lateral Guilherme Arana, fora do time desde 19 de agosto após ter sofrido uma lesão na coxa.

Além de ter perdido nas últimas duas rodadas do Brasileiro, para Santos (2 a 0 na Vila Belmiro) e Atlético-GO (1 a 0 na Arena Itaquera), o time comandado por Carille empatou em casa por 1 a 1 com o Racing, da Argentina.

Para o jogo em Buenos Aires, nesta quarta-feira (20), Carille não confirmou se vai escalar o time titular. O Corinthians precisa vencer ou empatar marcando dois gols ou mais. Novo 1 a 1 leva a decisão para os pênaltis.

O treinador afirmou que antes de definir quem vai atuar fará uma consulta ao departamento médico. "Vi hoje [na partida contra o Vasco da Gama] jogadores colocando mão na perna", disse.

Após a viagem que definirá o futuro do time na competição continental, o Corinthians terá o clássico contra o São Paulo, no domingo (24).

CORINTHIANS

Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Arana; Camacho e Maycon; Jadson (Marquinhos Gabriel), Rodriguinho e Romero; Jô (Kazim)

T.: Fábio Carille

VASCO Martín Silva; Madson, Breno, Anderson Martins e Ramon; Jean, Gilberto (Escudero), Nenê, Wagner e Mateus Vital; Andrés Ríos (Paulinho)

T.: Zé Ricardo Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)

Auxiliares: Fabricio Vilarinho da Silva (GO) e Cristhian Passos Sorence (GO)

Cartões amarelos: Romero (COR); Breno (VAS)

Público/Renda: 41.235/R$ 2.436.134,70

Gol: Jô, para o Corinthians, aos 28 minutos do segundo tempo.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber