Mais lidas
Esportes

Peru avisa a Fifa que não quer jogar na Bombonera por falta de segurança

.

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - A Federação Peruana de Futebol (FPF) enviou documento à Fifa para externar sua reprovação quanto à possibilidade do duelo contra a seleção da Argentina ocorrer na Bombonera. Na carta apresentada à secretaria da Fifa, os peruanos alegam que o estádio não oferece segurança para uma partida de eliminatórias da Copa do Mundo.

A FPF cita o episódio entre Boca Juniors e River Plate, em 2015, quando um torcedor atirou gás de pimenta no túnel que dava acesso aos atletas do River ao campo.

A Argentina selecionou três estádios para abrigar a partida contra o Peru, sendo um deles a Bombonera. O técnico Jorge Sampaoli diz ser favorável à escolha do caldeirão do Boca para a partida decisiva pelas eliminatórias sul-americanas.

A Associação Argentina de Futebol (AFA) solicitou oficialmente à Conmebol que habilite os estádios de Boca Juniors e Rosario Central para a partida decisiva das eliminatórias da Copa, diante do Peru, em 5 de outubro. Caso a entidade sul-americana aceite o pedido, os argentinos terão que escolher o local da partida —o Monumental de Nuñez, casa do River Plate, já está habilitado.

O pedido pela habilitação de La Bombonera, mítica casa do Boca Juniors, e do Gigante de Arroyito, acanhado alçapão do Rosario, acontece depois das críticas em relação ao comportamento passivo da torcida no Monumental de Nuñez durante o empate com a Venezuela na semana que passou.

Neste século, a Argentina usou a Bombonera diante do Brasil na Supercopa das Américas. Em novembro de 2012, os donos da casa venceram por 2 a 1, com dois gols de Scocco, mas perderam o título do torneio amistoso nos pênaltis, pois os brasileiros haviam vencido o confronto de ida. Aquela foi a última partida do técnico Mano Menezes à frente da seleção.

SITUAÇÃO DELICADA

Com dois empates nas últimas duas rodadas (contra Uruguai, como visitante, e Venezuela, em casa), a Argentina permanece na 5ª colocação das eliminatórias sul-americanas para a Copa. O time comandado pelo técnico Jorge Sampaoli soma 24 pontos e hoje ocupa o posto que será direcionado para brigar pela vaga através da repescagem (contra um representante da Oceania).

Por enquanto, o Brasil é o único país classificado na região. Neste momento, a duas rodadas do fim, Uruguai, Colômbia e Peru ocupam a zona de classificação para o Mundial da Rússia.

Depois do compromisso em casa contra o Peru, os argentinos fecham a participação nas eliminatórias jogando em Quito contra o Equador. A partida está marcada para o dia 10 de outubro.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber