Mais lidas
Esportes

Preso na Rio-2016, dirigente irlandês renuncia a cargo no COI

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O irlandês Pat Hickey renunciou ao seu cargo no conselho executivo do COI (Comitê Olímpico Internacional) após se envolver em um escândalo de venda de ingressos nos Jogos Olímpicos do Rio, no ano passado.

Hickey, 72, foi preso pela polícia brasileira durante os Jogos e mantido na cadeia até o Natal. Acabou libertado ao pagar fiança de R$ 1,5 milhão depois que a Associação de Comitês Olímpicos Nacionais emprestou-lhe dinheiro. Ele, que continua membro do COI, sustenta que é inocente.

Antes principal autoridade europeia no comitê, Hickey é acusado de roubo, evasão fiscal, lavagem de dinheiro e associação criminosa.

O julgamento dele foi marcado para 29 de novembro, de acordo com a mídia irlandesa.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber