Mais lidas
Esportes

Bruno Henrique defende força total contra o Corinthians às vésperas da Libertadores

.

SAMIR CARVALHO

SANTOS, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Há quem acredite que o Santos poderá disputar o clássico contra o Corinthians no próximo domingo (10), às 16h, na Vila Belmiro, válido pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro, com um time misto.

Isto porque três dias depois os santistas terão duelo decisivo contra o Barcelona do Equador, em Guayaquil, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa Libertadores da América.

Questionado sobre isso em entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira (4), no CT Rei Pelé, o atacante Bruno Henrique espera que o técnico Levir Culpi escale o time titular no clássico. O artilheiro santista no Campeonato Brasileiro lembrou que o elenco recebeu quatro dias de folgas na semana passada.

"Tivemos dias de folga, semana toda para trabalhar. Tenho certeza que o Levir colocará time titular sabendo da dificuldade de domingo e quarta [13]. Jogamos domingo e depois voltamos para jantar e já viajamos para embarcar 1h30. Desgaste vai vir, mas são os jogos mais importantes do Santos e de cada jogador que vai representar o time contra Corinthians e Barcelona", afirmou Bruno Henrique.

O atacante santista, inclusive, alertou aos companheiros a focar apenas no Corinthians até domingo e só pensar no Barcelona após o clássico. Vale lembrar que o Santos viaja para Quayaquil logo após o duelo contra o arquirrival.

"Vai de cada jogador. Cada um tem um foco. Como você diz, estamos jogando um jogo e pensando no outro, isso pode acabar atrapalhando. Temos que pensar no Corinthians primeiro. Depois do Corinthians, quando o juiz apitar, nós já vamos poder pensar no Barcelona. Temos que focar primeiro no Corinthians. Se a gente vencer e fazer um bom jogo, ficamos vivos no campeonato. Se perdermos, distância aumenta e dificulta, campeonato afunila. Depois que apitar o fim da partida, pensamos no Barcelona", disse.

Autor de sete gols nos últimos oito jogos do Santos, o jogador deslanchou na artilharia da equipe na temporada, com 15 gols, e alimenta o sonho estar na próxima Copa do Mundo.

"Como eu sempre falei, fico muito feliz por ser monitorado. Meu maior foco está no Santos. Se eu fui lembrado pelo Tite e estou no radar, é porque fiz por merecer desde quando cheguei. Vou continuar fazendo meu trabalho, esquecer porque às vezes atrapalha pensar demais nas coisas. Meu foco está aqui, a ajudar a conquistar muitas coisas no ano de 2017", disse.

Bruno Henrique foi a contratação mais cara do Santos durante a gestão de Modesto Roma, que completará em dezembro três anos no comando do time alvinegro. O clube paulista pagou 4 milhões de euros (R$ 13,5 milhões à época).

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber