Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Esportes

Jogo em Porto Alegre tem pior público com seleção sob comando de Tite

.

LUIZ COSENZO, ENVIADO ESPECIAL

PORTO ALEGRE, RS (FOLHAPRESS) - Mesmo classificada para a Copa do Mundo e com Neymar, jogador mais valioso do mundo, em campo, a seleção brasileira não conseguiu atrair bom público para a vitória por 2 a 0 sobre o Equador, nesta quinta-feira (31), na Arena do Grêmio.

De acordo com a informação divulgada, o estádio recebeu 36.869 pessoas. Segundo o site oficial do clube, a capacidade do local é de 55.662 pessoas. Assim, a taxa de ocupação foi de apenas 66,2%. A renda foi de R$ 7.886,450.

A taxa de ocupação no estádio foi a menor desde o primeiro jogo de Tite em território nacional comandando a seleção brasileira. Na estreia contra a Colômbia, o público na Arena da Amazônia foi de 36.601. A taxa de ocupação foi de 82,6%.

Contra a Bolívia, na Arena das Dunas, o público foi de 30.013. A taxa de ocupação foi de 95,6%.

Já diante da Argentina, em jogo realizado no Mineirão, 53.490 pessoas assistiram ao jogo. A taxa foi de 86,2%.

No duelo com o Paraguai, em março, no Itaquerão, a seleção contou com a presença de 44.378 pessoas, o que corresponde a uma taxa de 89,3%.

Os setores mais vazios da Arena do Grêmio foram o oeste superior e o leste superior, que tinham entradas no valor de R$ 300 (inteira). A entrada mais cara, que era para os setores Cadeira Gold Sul, Cadeira Gold Norte e Cadeira Gold Leste, custavam R$ 380 (inteira).

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Esportes

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber