Mais lidas
Esportes

Corinthians aproveita pausa no Brasileiro para recuperar atletas lesionados

.

DASSLER MARQUES E DIEGO SALGADO

SÃO PAULO, SP (UOL/CORINTHIANS) - O Corinthians tentará buscar a reabilitação no Campeonato Brasileiro diante do Santos, na Vila Belmiro, no próximo dia 10. Com uma pausa de 14 dias até o clássico, a equipe deve ter apenas um desfalque no duelo.

A previsão é do técnico Fábio Carille, que falou à reportagem sobre os planos do líder nas próximas duas semanas. "Estou tratando com uma importância muito grande esses 15 dias, principalmente para a recuperação de alguns jogadores. Acredito que para o jogo contra o Santos só o Arana não estará à disposição. Isso é muito importante para nós."

Na última rodada, marcada pela derrota para o Atlético-GO em plena Arena de Itaquera, o Corinthians entrou em campo com quatro desfalques: Romero e Jô, suspensos, além de Balbuena e o próprio Arana, que se recuperam de lesão muscular na coxa. O zagueiro paraguaio estará à disposição para o clássico, enquanto o lateral esquerdo ficará pelo menos mais três jogos fora.

De acordo com Carille, a estratégia corintiana na segunda pausa no Brasileiro será distinta em relação à primeira. Depois do fim do primeiro turno, o time ficou 13 dias sem entrar em campo e se limitou a treinos no CT Joaquim Grava. Agora, a equipe fará um jogo-treino contra o Atibaia, na quinta (31), a fim de manter o ritmo.

"Na parada, o que preocupa muito uma comissão e eu como técnico é a questão da intensidade. A gente errou muito contra o Vitória, mas não faltou intensidade e volume de jogo. Não vi naquele período a necessidade de disputar jogos e recuperar mesmo do jogadores", explicou Carille.

Sem Arana à disposição, o treinador corintiano voltará a escalar Moisés na lateral esquerda. Carille citou o trabalho realizado com o substituto imediato e disse entender que a posição do reserva é complicada. Diante disso, há uma atenção especial com ele.

"A resposta de quem entrou foi ótima. Não é fácil substituir o Arana hoje, caso do Moisés. O Arana é o melhor lateral esquerdo do Campeonato Brasileiro e, com isso, se cria uma expectativa que esse jogador entre e faça igual. E não vai ser, não adianta. São cuidados que temos de ter", afirmou o comandante alvinegro.

"O Moisés tem 21 anos. É muito jovem ainda. A gente tenta passar tranquilidade com conversas, vídeos e principalmente trabalho no campo. Para deixar as coisas bem definidas para ele. É um jovem, as coisas aconteceram muito rápido para ele. Faz parte", completou.

TIME IDEAL

O Corinthians vive uma série de desfalques seguidos no Brasileirão. A última vez que Carille teve os 11 jogadores ideais à disposição foi na vitória por 2 a 0 sobre o Palmeiras, no Allianz Parque. Ao fim daquela rodada, o time acumulava 11 vitórias e dois empates na competição.

Em seguida, o líder do campeonato teve pelo menos uma baixa, seja por problemas físicos ou suspensão. Nesse período, a equipe somou 15 pontos em 27 possíveis, com quatro vitórias, três empates e duas derrotas.

No último jogo, Carille voltou a escalar Pedro Henrique e Clayson. O primeiro atuou na vaga de Balbuena, enquanto o atacante substituiu Romero. No ataque, Jô deu lugar a Kazim. Contra a Chapecoense, sem Pablo, Leo Santos ganhou uma chance. Jadson e Marquinhos Gabriel também tiveram problemas físicos.

Para Carille, no entanto, a resposta do elenco corintiano foi positiva. "Estou muito satisfeito com o grupo, mas a gente sabe que se cria dificuldades quando não estão os jogadores que já conhecem o jeito que gosta de receber uma bola, o entrosamento. Acaba sofrendo um pouco", frisou.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber