Mais lidas
Esportes

Tribunal mantém decisão que retira pontos da Bolívia nas eliminatórias

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Bolívia foi derrotada em recurso pedido no TAS (Tribunal Arbitral do Esporte) para tentar reverter a punição que levou da Fifa pela escalação irregular do zagueiro Nelson Cabrera.

O jogador é paraguaio e se naturalizou boliviano. Ele, porém, não cumpre a exigência de ter morado por pelo menos cinco anos seguidos no país, já que está desde 2013.

Com o resultado, os bolivianos seguem sem os pontos conquistados no empate com o Chile e na vitória sobre o Peru, em setembro.

Os chilenos confirmam os três pontos obtidos com a decisão da Fifa. Oficialmente, o jogo que terminou 0 a 0 é registrado como uma vitória por 3 a 0 do Chile, seguindo norma da federação internacional para casos de uso de jogadores irregulares.

O Chile está com 23 pontos nas eliminatórias, na quarta colocação, à frente da Argentina, que hoje disputaria a repescagem. A Bolívia soma 10 pontos e está em 9º.

O Peru também conquistou três pontos, apesar da derrota em campo por 2 a 0. Os peruanos estão na 7ª colocação nas eliminatórias, com 18 pontos.

A sessão do TAS em julho envolveu oito federações nacionais e a Fifa. Além da Bolívia, foram ouvidos representantes da Argentina, Uruguai, Equador, Colômbia e Paraguai. Os países eram contra a perda de pontos.

Chile e Peru também participaram defendendo a punição.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber