Mais lidas
Esportes

Grêmio vence o Godoy Cruz de virada e avança às quartas da Libertadores

.

PORTO ALEGRE, RS (FOLHAPRESS) - O Grêmio está entre os oito melhores times da América. Nesta quarta-feira (9), o time gaúcho até saiu atrás, mas virou em cima do Godoy Cruz na vitória por 2 a 1. O resultado garantiu a equipe gaúcha avançar às quartas de final da Copa Libertadores.

Correa, para os visitantes, e Pedro Rocha, duas vezes, fizeram os gols do jogo em Porto Alegre. A vitória na Arena completou o primeiro jogo do confronto, vencido pelo Grêmio por 1 a 0 em Mendoza, na Argentina.

O Grêmio sofreu com bolas longas e aéreas do Godoy Cruz e saiu atrás cedo no placar. O time argentino criou duas boas chances e marcou aos 14 minutos após chutaço de Correa. O camisa 9 marcou um bonito gol ao pegar Marcelo Grohe, em falha, adiantado. Depois de abrir o placar, o Godoy Cruz recuou as linhas.

O passo atrás dos argentinos foi o início da virada gremista. A estratégia de esperar o Grêmio tirou a força ofensiva e deixou os donos da casa em cenário favorável. O posicionamento deu espaço para Luan e Pedro Rocha se deslocarem e criarem no setor ofensivo. O primeiro deles chegou a acertar a trave, mas foi Rocha quem marcou o gol de empate, aos 28 minutos da etapa inicial. O estreante goleiro Burían deu rebote, Barrios pegou a bola e tocou para Pedro Rocha finalizar.

Após o empate o Grêmio tomou conta da partida e praticamente não foi acossado. A virada saiu em boa jogada de contra-ataque aos 13 minutos do segundo tempo. Vertical, o time tricolor teve até Geromel na construção do lance. Que terminou com chute de Barrios na trave e rebote nos pés de Pedro Rocha.

Pouco antes do final do jogo, Michel tomou o segundo cartão amarelo e acabou expulso. A inferioridade numérica não alterou o escore e nem botou em risco a classificação.

Na próxima fase o Grêmio enfrenta o vencedor do duelo entre Botafogo e Nacional-URU. Na primeira partida, em Montevidéu, o clube carioca venceu por 1 a 0. Nesta quinta-feira (10), os dois times voltam a se enfrentar no Rio de Janeiro.

TABU

Desde 2009 o clube gaúcho não chegava nas quartas de final. Neste período, os gremistas caíram logo na primeira etapa do mata-mata em quatro ocasiões. Em 2011, 2013, 2014 e 2016, o time tricolor sucumbiu, respectivamente, diante de Universidad Católica, do Chile, Santa Fe, da Colômbia, San Lorenzo e Rosario Central, ambos da Argentina.

A eliminação mais sentida nesse período foi a da temporada passada. Sob o comando de Roger Machado, o Grêmio apostava alto em sua participação na Libertadores. Acabou derrotado nos dois jogos diante do time de Marco Ruben.

Em 2011, com Renato Gaúcho no comando, o Grêmio perdeu em casa e foi ao Chile com poucas esperanças. Em 2013, sob o comando de Vanderlei Luxemburgo, o alto investimento não se confirmou em campo. E na temporada seguinte também houve decepção pelo rendimento diante daquele que seria campeão posteriormente.

Além de encerrar o tabu particular, o time de Renato Gaúcho aumentou a série invicta atual. A última derrota por em 9 de julho, quando o Grêmio perdeu para o Avaí em Porto Alegre. Desde então, o time tricolor jogou nove vezes e acumulou sete vitórias e dois empates.

"Não tem jogo fácil, a gente sabia que ia ser complicado. Jogamos com maturidade, soubemos reverter o placar", disse Ramiro. "O Grêmio não passava das oitavas há tempos, então essa vitória é muito importante", comentou Maicon.

GRÊMIO

Marcelo Grohe; Léo Moura, Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Michel, Maicon (Arthur), Ramiro (Fernandinho), Luan e Pedro Rocha (Marcelo Oliveira); Lucas Barrios. T.: Renato Gaúcho

GODOY CRUZ: Burían; Abecacis, Galeano, Olivares e Angileri; Henríquez (Facundo Silva), Juan Garro (González), Gastón Gímenez e Felipe Rodríguez (Verdugo); Correa e Morro García. T.: Marcelo Larriera

Estádio: Arena do Grêmio, em Porto Alegre

Cartões amarelos: Michel, Maicon (GRE); Abecacis, Galeano, Henríquez, Olivares (GOD)

Cartão vermelho: Michel (GRE)

Gols: Correa (GOD), aos 14 minutos, e Pedro Rocha (GRE), aos 28 minutos do primeiro tempo; Pedro Rocha (GRE), aos 13 minutos do segundo tempo

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber