Mais lidas
Esportes

Rodrigo pode ser suspenso por até 12 jogos por agressão a Milton Mendes

.

MARCELLO DE VICO

SANTOS, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O zagueiro Rodrigo, da Ponte Preta, foi denunciado pela Procuradoria do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) por conta dos três empurrões que deu no técnico Milton Mendes no jogo do último domingo (6), contra o Vasco, no Moisés Lucarelli.

Rodrigo foi enquadrado por agressão, no artigo 254-A do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva), e pode ser suspenso de 4 a 12 jogos. A informação foi confirmada pelo procurador geral do STJD, Felipe Bevilacqua, à reportagem.

O episódio ocorreu tão logo o árbitro Sandro Meira Ricci decretou o fim da partida. Nas imagens captadas pelo "Sportv", é possível ver que os vascaínos Paulo Vitor e Jean conversavam com Rodrigo ao centro do gramado.

Passado pouco tempo, Milton Mendes se aproximou de Jean para chamá-lo de volta ao vestiário. O zagueiro da Ponte, então, encarou o treinador vascaíno e o empurrou duas vezes. O técnico não reagiu, e Rodrigo seguiu em direção ao ex-comandante até empurrá-lo mais uma vez. Jean se aproximou e separou os dois.

A Ponte Preta deve ter trabalho nos tribunais, já que Rodrigo é reincidente. O zagueiro foi recentemente suspenso por quatro jogos —pena depois caiu para duas partidas— por ofender a arbitragem após ser expulso e ainda trombar no árbitro assistente na saída de campo, em jogo contra o Palmeiras.

O time de Campinas pretende usar as próprias declarações do treinador Milton Mendes como base na defesa do atleta.

Rodrigo, entre suas justificativas pelos três empurrões em Milton, alegou ter sido ofendido por seu ex-comandante. Em cima disso, os advogados do time campineiro têm reunido entrevistas dadas pelo técnico após o episódio para embasar o jogador.

Uma das citadas já nos bastidores da Ponte é a que foi dada pelo treinador ao "Sportv" a caminho do vestiário. Quando foi questionado sobre o que Rodrigo teria dito, Mendes respondeu da seguinte forma: "Nada. Eu que falei algumas coisas para ele".

Em participação por telefone no programa "Bem, Amigos!", do "Sportv", nesta segunda-feira (7), Milton Mendes se justificou mais uma vez: "Até eu ter sido empurrado pela primeira vez, não havia falado nada com o Rodrigo".

O time cruzmaltino também se movimenta. O clube emitiu uma nota oficial onde condenou a atitude de Rodrigo e saiu em defesa de Milton. O departamento jurídico analisa o caso.

Na esfera civil, o treinador prestou queixa numa delegacia de Campinas na mesma noite do episódio e realizou exame de corpo de delito. De acordo com a assessoria de imprensa do técnico, foi constatada uma lesão no pé direito.

A relação entre Milton Mendes e Rodrigo já era desgastada desde os tempos em que trabalharam juntos no Vasco este ano. Episódios de insatisfação entre as partes aconteceram antes da decisão pela rescisão de contrato do jogador.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber