Mais lidas
Esportes

Guto Ferreira é pressionado a manter Inter no G4 na virada de turno da Série B

.

MARINHO SALDANHA

PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) - O Internacional jogou bem, venceu e afastou a crise na Série B. Este foi o resumo do que houve na última terça-feira (25), quando um jogo cheio de pressão acabou com vitória por 2 a 0 sobre o Oeste e a manutenção do técnico Guto Ferreira no comando. Mas o prazo dado pela direção para melhores resultados ainda não acabou. Voltar a vencer e virar o turno no G-4 são condições ainda presentes para sequência no trabalho.

A comissão técnica não está mais ameaçada como antes. No entanto, a oscilação que acompanha o Inter nesta temporada mantém alerta. A direção do Internacional garantiu a permanência de Guto na última terça, mas deu linhas sobre o que pretende nas duas próximas rodadas.

"Temos convicção no trabalho dele [Guto Ferreira, o técnico, temos convicção de que o time vai evoluir. Mas precisamos de uma sequência de vitórias. Tenho certeza que uma vitória contra o Goiás e fechar o turno entre os quatro primeiros nos dará uma tranquilidade maior. E continuamos convictos no trabalho do treinador", disse o vice de futebol Roberto Melo.

Com apenas uma série de vitórias consecutivas na Série B, o time colorado acredita que uma sequência positiva possa simbolizar o início de uma nova era na competição. Até o fim do turno são dois jogos —contra o Goiás na próxima terça-feira (1º), no Beira-Rio, e frente ao Guarani, na terça seguinte (8), em Campinas— e ambos precisam agregar pontos à classificação vermelha para que nada mude.

Até porque o Inter recebeu dois reforços importantes nesta semana. Camilo, que fará sua estreia em razão da suspensão de D'Alessandro, e Leandro Damião, que foi reserva no treino de sexta, já podem jogar. Alex Santana subiu do time Sub-23 após afastamento devido a mau comportamento e Bruno Gomes, que voltou de empréstimo do Estoril (POR), também estão disponíveis.

Com 27 pontos, o Inter está rondando o posto esperado até a virada do turno. Portanto, o crescimento já apresentado precisa seguir. O fim da oscilação irá acalmar de vez o ambiente no Beira-Rio. Caso contrário, o escorregão significará mudança definitiva.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber