Mais lidas
Esportes

Vasco sofre com punição no tribunal, mas tem mês redentor em campo

.

BRUNO BRAZ

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - Se julho ficará marcado pelas cenas de barbárie no clássico com o Flamengo que resultaram em seis perdas de mando de campo e uma interdição de 180 dias a São Januário, também trará o lado positivo que atesta a redenção do Vasco em campo. Isso porque, neste mês, a equipe reduziu consideravelmente a média de gols sofridos, deixou de ser a defesa mais vazada do Campeonato Brasileiro e, de quebra, ainda obteve suas primeiras vitórias fora de casa.

Antes de julho, o time tinha uma média de dois gols sofridos por jogo, que foi reduzida agora para um. Com sua rede balançada 26 vezes, o Vasco agora já foi ultrapassado por Chapecoense, 28, e Vitória e Atlético-GO, 29.

Os primeiros triunfos longe de seus domínios foram contra o Vitória, por 4 a 1, e no último domingo (23), diante do Atlético-MG, por 2 a 1. Foi também em julho que o time conseguiu seu primeiro ponto como visitante, quando empatou em 2 a 2 com o Coritiba.

Com a defesa mais ajustada e ainda no aguardo da estreia do zagueiro Anderson Martins, o técnico Milton Mendes pede apenas que a equipe tenha mais atenção no início dos jogos, uma vez que já sofreu quatro gols antes dos 10 minutos nesta competição.

"Atenção não é treinável. É lembrada. Conversamos sobre isso. Porque quando se entra num jogo e toma gol com um minuto e meio, a estratégia vai toda abaixo. Conversamos e chegamos à conclusão de que é muito importante o foco, a determinação no momento. Houve certa acomodação no meu ponto de vista. Eles entenderam que precisamos de um pouquinho mais de foco no início dos jogos", disse.

O Vasco enfrenta o Atlético-PR, nesta segunda-feira (31), no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ).

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber