Esportes

Cruzeiro vence Palmeiras de virada no Pacaembu

Da Redação ·
chegou aos 31, cada vez mais consolidado entre os times que brigarão por uma vaga na Copa Libertadores
fonte: Agências
chegou aos 31, cada vez mais consolidado entre os times que brigarão por uma vaga na Copa Libertadores

O Cruzeiro conquistou uma emocionante vitória neste domingo. Depois de o Palmeiras abrir 2 a 0 ainda no primeiro tempo, o time de Cuca reagiu na etapa final e venceu por 3 a 2, no Pacaembu, pela 19.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

continua após publicidade

A derrota manteve o Palmeiras com 24 pontos, brigando pelas posições intermediárias na tabela. Já o Cruzeiro chegou aos 31, cada vez mais consolidado entre os times que brigarão por uma vaga na Copa Libertadores.

continua após publicidade

Embora mantivesse o controle do jogo no primeiro tempo, o Palmeiras não encontrou vida fácil para passar pela forte marcação do Cruzeiro, bastante concentrada e bem postada na intermediária. A complicação também passou pela ausência de jogadas de linha de fundo. O time tentou pelos lados, mas os cruzamentos quase sempre saíam rasteiro e eram facilmente afastados.

continua após publicidade

E se as jogadas por baixo surtiam pouco efeito, o Palmeiras encontrou o caminho pelo alto. Após um dos poucos levantamentos certos na área do Cruzeiro, o árbitro Heber Roberto Lopes marcou pênalti de Wellington Paulista em Fabrício. Aos 35, Kléber bateu forte, no meio do gol, e abriu o placar.

O gol desconcentrou a zaga do Cruzeiro, o suficiente para o Palmeiras fazer o segundo apenas três minutos depois. Marcos Assunção bateu escanteio na primeira trave e Maurício Ramos, aproveitando a indecisão de Edcarlos, desviou de cabeça, tirando do goleiro Fábio.

continua após publicidade

Na volta do intervalo, o Cruzeiro apresentou outra postura. Antes apático, o time mineiro estava mais ligado e com mais qualidade no meio-de-campo após a entrada de Roger. O Palmeiras, por sua vez, logo perdeu Marcos, que voltou a sentir o joelho esquerdo em dividida com Farias e foi substituído por Deola.

continua após publicidade

Jogando mais próximo da área adversária, o Cruzeiro não demorou para chegar ao empate. Aos 15, Mauricio Ramos afastou mal cruzamento e a sobra ficou com Roger, que bateu rasteiro e fraco. Mas para sorte do cruzeirense, a bola desviou em Pierre e tirou completamente o goleiro Deola da jogada.

continua após publicidade

Quatro minutos depois, quando o Palmeiras ainda se reorganizava, saiu o gol de empate. Roger recebeu de Farias no campo de ataque e deu passe preciso para Montillo, que invadiu a área com liberdade e tocou na saída do goleiro.

Com o empate, o Cruzeiro diminuiu o ritmo. E o Palmeiras, ainda acreditando na vitória, voltou a dominar o jogo, mais na base da vontade do que da qualidade. Mas apesar do ritmo mais lento, o Cruzeiro tinha Roger. E foi ele mesmo que começou a jogada do gol da vitória, aos 40. Thiago Ribeiro recebeu dele na direita, invadiu a área e bateu cruzado, ajeitando para a chegada de Farias, que só teve o trabalho de empurrar para o gol vazio. Ligeiramente em posição de impedimento, ele ainda olhou para o árbitro antes de celebrar.

continua após publicidade

Na próxima rodada, a primeira do returno, o Palmeiras encara o Vitória em Salvador, na quarta-feira, às 22 horas. No mesmo dia, às 19h30, o Cruzeiro recebe o Internacional, no João Havelange, em Uberlândia.

continua após publicidade

FICHA TÉCNICA:

continua após publicidade

Palmeiras 2 x 3 Cruzeiro

Palmeiras - Marcos (Deola); Maurício Ramos, Danilo e Fabrício; Márcio Araújo, Edinho, Pierre, Marcos Assunção e Rivaldo (Ewerthon); Valdivia (Tinga) e Kleber. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

continua após publicidade

Cruzeiro - Fábio; Léo, Gil (Roger) e Edcarlos; Jonathan, Henrique, Diego Renan, Marquinhos Paraná e Montillo (Fabinho); Wellington Paulista (Farias) e Thiago Ribeiro. Técnico: Cuca.

Gols - Kléber, aos 35, e Maurício Ramos, aos 38 minutos do primeiro tempo; Roger, aos 15, Montillo, aos 19, e Farias, aos 40 minutos do segundo tempo.

Árbitro - Heber Roberto Lopes (Fifa/PR).

Cartões amarelos - Jonathan, Diego Renan, Gil, Rivaldo e Kléber.

Renda - R$620.526,00.

Público - 21.560 pagantes.

Local - Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP).