Esportes

Bottas vence GP da Áustria e Vettel aumenta vantagem na liderança

.

JULIANNE CERASOLI

SPIELBERG, ÁUSTRIA (UOL/FOLHAPRESS) - Valtteri Bottas largou na pole e venceu sem ser ameaçado no GP da Áustria neste domingo (9). Foi a segunda vitória do finlandês na temporada. Segundo colocado da prova, Sebastian Vettel abriu vantagem sobre Lewis Hamilton, que terminou em quarto, atrás de Daniel Ricciardo, que completa o pódio em Spielberg.

Felipe Massa terminou na nona colocação. Líder da temporada, Vettel agora soma 171 pontos, 20 a mais que Hamilton, segundo do Mundial de Pilotos. Bottas tem 136 pontos. Ricciardo é o quarto na classificação geral, com 107 pontos.

Pole position, Valtteri Bottas fez ótima largada e sequer foi ameaçado por Sebastian Vettel, segundo no grid. O finlandês foi tão bem logo após o sinal verde que Vettel questionou, via rádio, se teria havido queimada de largada. Mas Bottas largou corretamente: acelerou 0,2 segundos após o sinal verde.

Hamilton largou em oitavo, ganhando duas posições nas duas primeiras voltas.

Na primeira posição, Bottas tentou abrir o máximo de vantagem sobre os concorrentes. Na volta 28, o finlandês abriu 8 segundos de vantagem sobre Vettel. A Mercedes decidiu não utilizar a estratégia de "segurar" Vettel para que Hamilton se aproximasse.

Em oitavo, Hamilton largou com o pneu supermacio, tentando uma estratégia de ficar mais tempo na pista do que os rivais diretos.

Porém, quando o piloto se viu preso atrás da Ferrari de Kimi Raikkonen, antecipou sua parada e arriscou colocar os ultramacios, menos duráveis, para ir até o final. Com a tática, o tricampeão conseguiu superar a Ferrari, mas não teve ritmo para brigar pelo pódio.

SEM DUELO

Diferentemente do GP anterior, no Azerbaijão, a corrida na Áustria não proporcionou bons pegas e ultrapassagens. Havia previsão de chuva na primeira parte da prova, mas que acabou não se confirmando.

Sebastian Vettel e Lewis Hamilton ficaram longe um do outro durante toda a corrida.

Hamilton chegou a liderar os treinos livres, mas teve de trocar o câmbio e foi punido com a perda de 5 posições no grid, largando apenas em oitavo e tendo de fazer uma corrida de recuperação, enquanto Vettel largou em segundo, após ficar a apenas 42 milésimos da pole position, e não conseguiu pressionar o vencedor Valtteri Bottas durante a prova.

Felipe Massa largou na 17ª posição após alegar problemas no desenvolvimento dos pneus com tanque vazio nos treinos. O brasileiro fez ótima largada, ultrapassando oito concorrentes, ficando em nono.

MÁ FASE DE VERSTAPPEN

A maré de azar de Max Verstappen teve mais um capítulo na Áustria. O holandês abandonou pela quinta vez em sete etapas, agora depois de ser atingido por Fernando Alonso em um incidente na primeira curva, provocado por Daniil Kvyat, que foi punido pelo erro.

Para piorar, o abandono aconteceu bem diante de sua torcida, na arquibancada que ficou conhecida como "arquibancada Verstappen" pela quantidade de torcedores holandeses. "É desapontador para os torcedores, a melhor torcida que já vi. Não sei o que dizer, tenho tido muito azar ultimamente", disse o piloto da Red Bull, que teve dois acidentes e três quebras desde o GP do Bahrein.

Colaborou o jornalista BRUNO THADEU