Esportes

ATUALIZADA - Brasileiros triunfam e favoritos avançam na rodada em Wimbledon

.

ELIANE SILVA

LONDRES, REINO UNIDO (FOLHAPRESS) - Dia verde e amarelo nas chaves de duplas masculina e mista em Wimbledon. Os quatro brasileiros que entraram em quadra neste sábado (8) venceram seus jogos e avançaram para as oitavas de final do Grand Slam, disputado em Londres.

A vitória mais dramática foi de Marcelo Melo. Em parceria com o polonês Lukasz Kubot, ele precisou de cinco sets e três horas e 43 minutos para bater a dupla formada pelo austríaco Alexander Peya e o alemão Philippe Petzschner por 6/2, 5/7, 6/3, 3/6 e 11/9 (o último set em Wimbledon não tem tie-break).

Quase no mesmo horário, Bia Haddad Maia e a croata Ana Konjun derrotaram a dupla espanhola Laura Arrubarrena e Arantxa Santjoja por 6/4, 4/6 e 6/0.

Mais tarde, Bruno Soares, jogando dupla mista com a russa Elena Vesnina, bateu os norte-americanos Jack Sock e Madison Keys por 6/3, 3/6 e 7/5.

A última vitória brasileira no dia veio com Marcelo Demoliner, em parceria com a espanhola Maria Martinez Sanchez. Eles eliminaram o polonês Marcin Matlowski e a checa Kveta Pesckle por fáceis 6/2 e 6/4, em menos de uma hora.

Embalados por dois títulos em quadras de grama nesta temporada, Melo e Kubot têm boas chances de conquistar o título daquele que o brasileiro já nomeou como o seu torneio favorito.

Na arquibancada, o brasileiro contou com a torcida do também duplista André Sá, seu parceiro em jogos pela Copa Davis, que já foi eliminado no torneio.

Quem também aplaudiu de pé a vitória da dupla foi o casal de aposentados Sarah e Richard White, de Londres, que assistiu aos três últimos sets, como se estivesse em um piquenique. Usando chapéu, os dois se hidrataram várias vezes e dividiram porções de salgados e doces que trouxeram de casa para curtir o sábado ensolarado.

Fazer piquenique nos gramados e nas arquibancadas de Wimbledon, aliás, foi a opção de muitos londrinos no sábado cheio de atrações na cidade.

Pela manhã, houve congestionamento de pessoas e de carros desde a estação de Sothfields, principal acesso ao complexo. Além do tênis, a cidade teve Parada Gay e campeonato de atletismo.

FAVORITOS

O sábado também foi um dia positivo aos favoritos ao título de Wimbledon na chave de simples.

O suíço Roger Federer (número 5 do mundo) e o sérvio Novak Djokovic (4º do ranking) enfrentaram dificuldades, mas venceram por 3 sets a 0 seus jogos na lotada quadra central.

Federer, sete vezes campeão na grama do tradicional torneiro inglês, bateu o alemão Misha Zverev por 7/6 (7/3), 6/4 e 6/4 em uma hora e 49 minutos.

O suíço deu uma verdadeira aula de tênis na grama, sacando com velocidade de até 191,5 km/h, registrando 13 aces e 60 winners diante de Zverev.

Djokovic, campeão do torneio por três vezes, eliminou o letão Ernests Gulbis por 6/4, 6/1 e 7/6 (7/2) em duas horas e 13 minutos de duelo.

Os principais rivais de Djokovic e Federer são o britânico Andy Murray, que defende o título conquistado no ano passado, e o espanhol Rafael Nadal, dez vezes campeão de Roland Garros. Todos voltam à grama nesta segunda-feira (10) em busca de uma vaga nas quartas de final.

Na quadra central, Murray enfrenta o francês Benoit Pare, e Federer joga contra o búlgaro Grigor Dimitrov. Na quadra 1, Nadal pega Giles Muller, de Luxemburgo, e Djokovic joga com o francês Adrian Mannarino.

Neste domingo (9), é dia de folga em Wimbledon.