Mais lidas
Esportes

Vitória supera problemas físicos e bate lanterna Atlético-GO fora de casa

.

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Vitória conseguiu grande resultado no Estádio Olímpico Pedro Ludovico neste sábado (8). Mesmo tendo que fazer três substituições por contusões, superou o Atlético-GO por 2 a 1 na abertura da 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. André Lima abriu o placar, Andrigo empatou e Uillian Correa fez o gol da decisivo.

O triunfo é fundamental para a luta do Vitória contra o rebaixamento, pois serve para chegar aos 12 pontos e sair da zona da degola ultrapassando o rival Bahia, que agora está entre quatro últimos. Na quarta-feira (12), o Vitória recebe o Vasco da Gama em Salvador. Já o Atlético-GO visita o São Paulo no dia seguinte.

QUEM FOI MAL

O gol do Vitória nasceu de um cruzamento da direita do ataque: a bola atravessou toda a área e encontrou Cleiton Xavier livre nas costas de Eduardo. O meia teve tempo de dominar e dar a assistência antes do lateral atleticano se recuperar. Minutos depois ele ainda foi driblado por David e viu o adversário mandar na trave. A torcida não perdoou a má atuação e vaiou o jogador em duas oportunidades.

ERROS DO ATLÉTICO-GO

De início o dono da casa teve maior mobilidade e criou mais chances, mas não teve capricho justamente nas finalizações (um único chute certo em todo o primeiro tempo). A ineficiência custou caro quando André Lima abriu o placar em falha defensiva do Atlético-GO. O segundo tempo avançou morno até Andrigo empatar, e aí o Atlético-GO melhorou e flertou com a virada. Mas a defesa vacilou de novo nos minutos finais e deixou Uillian Correa livre para definir o placar.

VITÓRIA É PRESSIONADO

A partida se desenrolou justamente como os visitantes esperavam. Em resposta ao início melhor do adversário, o Vitória se manteve cauteloso por um bom tempo. Mas se permitiu atacar aos poucos e foi muito mais efetivo até o intervalo: fez um gol e por pouco não ampliou em boa jogada de David. No segundo tempo recuou de novo, sofreu o empate e tomou pressão, mas novamente fez o gol na hora certa para vencer.

WALTER

O atacante Walter do Atlético-GO atuou pela primeira vez desde que foi barrado por conta do peso, há 20 dias. Ele entrou no intervalo, na vaga de Breno Lopes, e virou a referência do time da casa. Não teve oportunidade para finalizar, mas acertou ótimos passes e chegou a voltar até a área atleticana para ajudar na marcação.

TROCAS DO VITÓRIA

Nenhuma das substituições do Vitória foi por escolha do técnico Alexandre Gallo. Yago sentiu dores ainda no primeiro tempo e deu lugar a Uillian Correa. Depois, no início da etapa final, Willian Farias se envolveu em dividida muito forte com o atleticano Bruno Pacheco, levou a pior e precisou deixar o campo. Em menos de cinco minutos foi a vez de André Lima deixar o jogo, aparentemente passando mal.

ATLÉTICO-GO

Felipe; Eduardo (Jonathan), Eduardo Gabriel, Roger Carvalho e Bruno Pacheco; Marcão, Silva, Andrigo, Luiz Fernando e Breno Lopes (Walter); Everaldo.

T.: Doriva.

VITÓRIA

Fernando Miguel; Patric, Kanu, Ramon e Thallyson; Willian Farias (Fred), Carlos Eduardo, Cleiton Xavier e Yago (Uillian Correia); David e André Lima (Rafaelson).

T.: Alexandre Gallo. Árbitro: Rafael Traci (PR)

Assistentes: Carlos Bohn (PR) e Luciano Roggenbaum (PR)

Cartão Amarelo: Everaldo (Atlético-GO) Ramon, Rafaelson e Yago (Vitória)

Cartão Vermelho: não houve

Gols: André Lima (Vitória), aos 36 minutos do primeiro tempo; Andrigo (Atlético-GO, aos 23 minutos do segundo tempo; e Uillian Correia (Vitória), aos 42 minutos do segundo tempo.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber