Mais lidas
Esportes

'Todo mundo só lembra dos 7 a 1', reclama o jogador Neymar

.

ALEX SABINO

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um ano antes da Copa do Mundo de 2018, na Rússia, Neymar pediu que as pessoas parem de falar sobre os 7 a 1 sofridos no jogo disputado contra a Alemanha no Mundial de 2014. A goleada completou três anos no sábado (8).

O atacante titular da seleção brasileira e possível capitão da equipe de Tite disse não querer apagar a derrota sofrida na semifinal do torneio há três anos. Mas quer mais otimismo.

"Não tem como apagar o que aconteceu. Já está na história. Mas todo mundo só lembra dos 7 a 1, como se apenas isso tivesse acontecido. Vamos começar a falar das coisas boas e das vitórias", disse o jogador.

Neymar estava em Praia Grande (litoral de São Paulo) no sábado para ver a final do torneio de futebol de cinco Neymar Jr's Five, realizado no instituto que leva o nome do jogador.

O atacante não estava em campo na semifinal de 2014 -ele havia se contundido na partida contra a Colômbia válida pelas quartas de final.

Neymar participou de um amistoso no campo em que ocorreu o torneio e atuou ao lado de Gabriel Jesus, atualmente no Manchester City, da Inglaterra. É provável que os dois formem o ataque da seleção na Rússia.

"A próxima temporada promete muito e espero que seja a melhor da minha vida. Está aí o meu sonho: ganhar a Copa do Mundo", completou.

Os dois foram juntos ao show do cantor Wesley Safadão, na sexta (7), e a empresa de agenciamento do pai do jogador do Barcelona vê Gabriel como jogador com potencial de marketing na Europa.

"Em julho de 2018 espero jogar a final da Copa do Mundo com o Gabriel Jesus. Eu sempre falo que ele é mais craque fora de campo do que dentro, pela pessoa que ele é", diz Neymar.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber