Esportes

ATUALIZADA - Corinthians vence o Botafogo e dispara na liderança do campeonato

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Corinthians derrotou o Botafogo por 1 a 0 neste domingo (2) na Arena Corinthians, em São Paulo, e chegou a 25 partidas sem perder. O clube alcançou a 5ª maior sequência invicta da história do clube e disparou na liderança do campeonato.

Com o resultado, o técnico Fábio Carille igualou a marca de Mano Menezes, de 2009, e ficou a uma partida da invencibilidade conquistada por Tite em 2015.

Atualmente, a sequência imbatível corintiana conta com 15 vitórias e 10 empates. No Campeonato Brasileiro, são nove vitórias em 11 jogos.

A maior série invicta do Corinthians é de 1957, quando ficou 37 jogos sem derrota.

O time misto do Botafogo, que teve cinco jogadores poupados pelo ritmo de jogos da última semana, não conseguiu se recuperar da derrota para o Avaí no último domingo. Os cariocas estacionam nos 15 pontos e permanecem na posição intermediária da tabela.

O Corinthians chega a 28 pontos e se isola ainda mais na liderança, já que o vice-líder Grêmio perdeu para o Palmeiras no sábado (1º).

A PARTIDA

O técnico Carille parece ter levado duas equipes distintas a campo, substituídas no intervalo. Se na etapa inicial o Corinthians ofereceu pouca ou nenhuma emoção, no tempo complementar parecia outro. O time voltou do intervalo mais incisivo e quase não saiu no campo adversário.

Mesmo dominando o jogo com 73% de posse de bola nos primeiros 45 minutos, o Corinthians não levou o goleiro botafoguense Gatito Fernández a se esforçar. Era a defesa corintiana quem mais ficava com a bola no pé.

Muitos erros de passe impediam tanto o Corinthians quanto o Botafogo de construírem suas jogadas. Com um time alternativo levado a campo pelo técnico Jair Ventura, o Botafogo desde o começo se fechou na defesa. E o segundo melhor ataque do campeonato não parecia querer incomodá-la.

O marasmo acabou após o intervalo, quando a equipe de Carille chegou mais vezes ao ataque nos primeiros minutos do que em toda a etapa inicial.

Aos 5 min, o resultado quase começou a se desenhar. O lateral Guilherme Arana foi derrubado fora da área do Botafogo e o árbitro marcou pênalti. Diante do artilheiro do Corinthians, Gatito não se balançou. O goleiro defendeu a cobrança de Jô e impediu o time da casa de abrir o placar.

A pressão corintiana não cessou com a oportunidade perdida. A bola somente não entrou nas jogadas seguintes em razão das grandes defesas de Gatito e do bloqueio da dupla de zaga. Enquanto isso, o Botafogo mal conseguia chegar ao campo adversário.

Aos 33 min, Carille fez a substituição que levaria ao gol da vitória. O treinador sacou o meia Clayson e colocou o atacante Pedrinho, vindo da base.

Em seu primeiro lance, Pedrinho deu um chapéu no meia João Paulo, entrou na área e tocou para Jô finalizar. Gatito defendeu o chute e ainda tirou o rebote de Rodriguinho. Na sequência, a bola ficou viva na pequena área e Jô conseguiu chutar para o fundo das redes. Foi o sexto gol do atacante no campeonato. À frente no placar, o Corinthians até tentou esticar o saldo de gols, mas o resultado permaneceu.

O Corinthians volta a campo no próximo sábado (8) contra a Ponte Preta, ainda em São Paulo. O Botafogo tem pela frente o Nacional do Uruguai, pela Libertadores, na quinta-feira (6), na casa do adversário.

CORINTHIANS

Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Arana; Gabriel (Marquinhos Gabriel) e Maycon; Jadson, Rodriguinho (Camacho) e Clayson (Pedrinho); Jô. T.: Fábio Carile

BOTAFOGO

Gatito Fernandez; Arnaldo, Marcelo, Igor Rabello e Victor Luis; Bruno Silva, Dudu Cearense, João Paulo e Gílson (Roger); Camilo (Marcus Vinícius) e Guilherme (Rodrigo Pimpão). T.: Jair Ventura

Gol: Jô, aos 34min do 2º tempo

Cartões amarelos: Fagner, Jadson e Jô (C); Arnaldo e Victor Luís (B)

Estádio: Itaquerão, em São Paulo (SP)

Público: 40.341 pagantes Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)