Mais lidas
Esportes

Ex-nadador Luiz Lima deixa secretaria no Ministério do Esporte

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ex-nadador Luiz Lima pediu demissão do cargo de secretário de alto rendimento do Ministério do Esporte nesta quinta-feira (29), alegando questões pessoais. Ele, que ainda compete em maratonas aquáticas, estava no posto desde junho de 2016.

Além disso, Lima, que não era político de formação, estava insatisfeito com as burocracias com as quais tinha de lidar.

"Como atleta olímpico e professor de educação física, encerro a função de secretário nacional de esporte de alto rendimento com a certeza de ter feito o melhor, escolhido os caminhos corretos com a minha verdade e com os ensinamentos que tive ao decorrer da minha vida. Meu principal objetivo foi promover ações esportivas compatíveis com o momento que estamos vivendo, priorizando sempre o correto uso do dinheiro público", afirmou em sua carta de demissão.

Sob a responsabilidade de Lima estava principalmente a distribuição e aplicação de verbas nos programas de alto rendimento da pasta, como o Bolsa Atleta e o Bolsa Pódio, de destinação de recursos diretamente aos atletas, e projetos como a Rede Nacional de Treinamento e convênios com confederações.

O ministro Leonardo Picciani afirmou que a vaga de Lima será herdada por Rogério Sampaio. O ex-judoca, campeão olímpico em Barcelona-1992, vai acumular interinamente os cargos de secretário de alto rendimento e da ABCD (Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem) -órgão envolto numa recente polêmica sobre sua relação com uma empresa que até pouco tempo atrás pertencia ao diretor da entidade, Alexandre Velly Nunes.

Ele é o principal dirigente do órgão antidoping nacional desde julho de 2016, quando substituiu Marco Aurelio Klein.

Picciani ressaltou que a definição do novo secretário para a ABCD será rápida e que o anúncio se dará na próxima semana.

Não pode ser de outra forma, uma vez que uma mesma pessoa desempenhar o papel de líder das duas secretarias configura conflito de interesses.

A rubrica de alto rendimento financia o esporte de alto nível nacional e baseia os seus investimentos em resultados desportivos. Ou seja, tem como maior objetivo obter medalhas e resultados internacionais.

A ABCD tem outro enfoque, o de assegurar que as competições e os atletas que as disputam dentro do território nacional transcorram com lisura e sem uso de substâncias dopantes.

Enquanto o primeiro dialoga com atletas e confederações, o segundo posto tem como prioridade prevenir e punir casos de dopagem.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber