Mais lidas
Esportes

Grêmio abre mão de estaduais e põe times da base para viajar

.

JEREMIAS WERNEK

PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) - O Grêmio decidiu não jogar o Campeonato Gaúcho sub-15 e sub-17 neste ano. A política é inédita e tem como objetivo colocar os times de base em partidas com nível técnico maior e diante de experiências diferentes. Em vez do Gauchão, o Grêmio passou a jogar amistosos com outros grandes do Brasil e em excursões pela América do Sul.

A equipe júnior é a única categoria a seguir com calendário estadual. No sábado, o Grêmio enfrenta o Aimoré no jogo de ida das quartas de final do Gauchão.

O nível técnico e a estrutura são os principais motivos para o Grêmio ter deixado a disputa estadual de lado em duas categorias relevantes na base. A gira fora do Rio Grande do Sul também amplia a rede de contatos e a captação do clube atrás de novos jogadores.

"A ideia foi em cima do objetivo de avaliarmos nossos atletas em ambientes diferentes e contra equipes de escolas de futebol diferentes. Aumentando o nível de exigência na formação", conta Francesco Barletta, coordenador das categorias de base do Grêmio.

O Gauchão sub-15 deste ano é disputado entre 17 equipes. Os clubes estão divididos em três grupos, dois com seis times e um com cinco. Já o estadual juvenil, equivalente ao sub-17, é jogado por 35 clubes. São seis chaves (cinco delas com seis equipes e uma com cinco).

"Já fomos à Argentina, rodamos por outros estados como Santa Catarina, Rio de Janeiro, São Paulo. E nosso time sub-19 está no Equador agora, para disputa de um torneio", cita Barletta.

A competição em solo equatoriano é o 'Torneo Mitad Del Mondo', onde o Grêmio está em grupo ao lado de Atlético Nacional-COL, Cortuluá-COL, Sporting Cristal, Independiente Del Valle e Universidad de Chile. Ainda participam da competição América de Cali-COL, Alianza Lima-PER, Tijuana-MEX, LDU, seleção peruana sub-18 e Atlético-PR.

Antes de viajar ao Equador, o Grêmio enviou times de base para diferentes destinos. As equipes sub-14 e 16 jogaram contra São Paulo, Santos, Palmeiras, Desportivo Brasil e Fut Talentos em excursão por São Paulo. Os times sub-16 e 19 encararam Independiente, Boca Juniors, River Plate, San Lorenzo e Atlético Rafaela em viagem à Argentina. O sub-14 e sub-17 pegaram Tigres, Fluminense, Vasco, Botafogo e Pérolas Negras no Rio de Janeiro. E em Santa Catarina houve confronto diante de Avaí, Figueirense, Criciúma e Tubarão com atletas sub-15 e sub-17.

"Agora em julho a categoria sub-17 jogará a Taça BH, a sub-15 jogará a Copa 2020 e a Taça Caio Júnior, que será em Curitiba", informa Barletta.

A agenda da base ainda prevê viagens ao Chile, Uruguai e Paraguai até o final do ano. Além de torneios regulares, como a Taça da Amizade, Cruzeiro Cup e Copa do Brasil sub-17.

Longe do Campeonato Gaúcho, o Grêmio dá de ombros para a rivalidade na busca pela hegemonia estadual em times inferiores. E aplica o conceito de formar ao pé da letra. Desde 2013, o clube passou a dar ainda mais atenção para o departamento. Em recente acordo, o Tricolor mandou comitiva à China por um ano em missão de expansão.

Em recente levantamento do Footstats, o Grêmio foi apontado como o time que mais usou jogadores formados na base no Brasileirão 2017: 15 atletas.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber