Esportes

São Paulo bate Atlético-GO e encerra jejum no Brasileiro

Da Redação ·
 Rogério Ceni acredita que agora o São Paulo deslancha no Brasileirão
fonte: Arquivo
Rogério Ceni acredita que agora o São Paulo deslancha no Brasileirão

O jejum de vitórias no São Paulo teve fim nesta quinta-feira, no Morumbi, pela 18.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O preterido Dagoberto foi um dos responsáveis pelo triunfo por 2 a 1 sobre o ameaçado Atlético Goianiense. Foi a primeira vitória do time sob o comando do técnico Sérgio Baresi - quatro empates e uma derrota nos jogos anteriores.

continua após publicidade

Com o resultado, o São Paulo chegou aos 22 pontos e se afastou da temida zona do rebaixamento. O Atlético-GO, que vinha de um empate com o Avaí em casa, segue ameaçado pela degola. Ocupa a 18.ª e penúltima colocação da tabela, com apenas 14 pontos.

continua após publicidade

O São Paulo entrou em campo nesta quinta com algumas mudanças. Sem poder contar com Ricardo Oliveira, com dores no joelho, e Fernandão, problemas no tornozelo, Baresi escalou o ataque com Marlos e Fernandinho. A formação diferente limitou as ações ofensivas do time.

continua após publicidade

Coube então ao zagueiro Xandão se tornar o protagonista da equipe no primeiro tempo. Além de parar o ímpeto do Atlético, o defensor foi à área e subiu mais que todo mundo para abrir o placar, aos 23 minutos. "Jogar dentro de casa tem que ser assim. O importante é voltar bem para a segunda etapa", afirmou Xandão, que fez seu primeiro gol desde que chegou ao São Paulo, no início do ano.

O gol de confiança à equipe da casa. Marlos e Marcelinho passaram a participar mais do jogo e em todo momento chegavam à área. Fernandinho seguia seus companheiros até torcer o joelho direito em uma dividida.

continua após publicidade

Só com a lesão do companheiro de ataque é que Dagoberto teve uma nova chance - a torcida gritava o nome do atacante desde o primeiro tempo. E ele não decepcionou. Mostrando motivação, ele levava perigo constante em chutes de longe.

continua após publicidade

Mas a zaga são-paulina cochilou logo no início da segunda etapa. Elias contou com uma furada de Miranda para encontrar Juninho, livre dentro da área. O atacante, que havia acabado de entrar, passou por Rogério Ceni e mandou para o fundo das redes, aos 5.

continua após publicidade

Com o gol do adversário, o desespero bateu nos jogadores. Chutes de todas as distâncias, muitas vezes sem pretensão, tomaram conta do jogo. Dagoberto, então, chamou a responsabilidade e marcou o gol da vitória. Aos 24 minutos, ele aproveitou cruzamento de Marlos e, de cabeça, deixou o São Paulo novamente na frente.

Empolgado, Dagoberto continuou a bela apresentação. Teve tempo de dar um passe de letra para Marlos, que arrancou do meio-campo e só parou nas mão do goleiro Márcio, ao errar uma finalização por cima.

continua após publicidade

O São Paulo tentará embalar no Brasileirão no domingo, diante do ameaçado Atlético Mineiro, às 18h30, fora de casa. O Atlético-GO receberá o Vitória no mesmo dia e horário.

continua após publicidade

Ficha Técnica:

continua após publicidade

São Paulo 2 x 1 Atlético-GO

São Paulo - Rogério Ceni; Jean (Samuel), Miranda, Xandão, Junior Cesar; Rodrigo Souto, Casemiro, Jorge Wagner, Marcelinho (Cléber Santana); Marlos e Fernandinho (Dagoberto). Técnico: Sérgio Baresi.

continua após publicidade

Atlético Goianiense - Márcio; Vitor Ferraz, Wilton Felipe, Daniel Marques, Thiago Feltri; Pituca, Ramalho, Wesley (Agenor), Diguinho (Anaílson); Marcão (Juninho). Técnico: René Simões.

Gols - Xandão, aos 23 minutos do primeiro tempo. Juninho, aos 5 minutos, e Dagoberto, aos 24 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Xandão, Casemiro, Dagoberto (São Paulo); Wilton Felipe, Daniel Marques e Ramalho (Atlético-GO).

Árbitro - Paulo Godoy Bezerra (SC).

Renda e público - Não disponíveis.

Local - Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP).