Mais lidas
Esportes

Para Hamilton, batida é prova de que Vettel 'está sentindo a pressão'

.

JULIANNE CERASOLI

LONDRES, REINO UNIDO (UOL/FOLHAPRESS) - Lewis Hamilton acabou saindo no prejuízo após toda a confusão no GP do Azerbaijão. O inglês viu o rival Sebastian Vettel ser punido depois de um toque intencional durante a prova, mas um erro da Mercedes, que deixou seu apoio de capacete solto após um período de bandeira vermelha, obrigou o piloto a uma parada adicional e, com isso, Hamilton acabou atrás de Vettel, que agora tem 14 pontos de vantagem no campeonato.

Mas Hamilton optou por ver o lado positivo e acredita que a reação de Vettel ao que acreditou ser um brake test (quando um piloto aciona os freios para que quem vem atrás bata de propósito) só mostra que a Ferrari está sentindo a pressão, depois de ser inferior por dois finais de semana seguidos. “Honestamente, nunca pensaria que isso aconteceria, mas como equipe acho que podemos entender como algo positivo para nós. Colocamos muita pressão na Ferrari, ele está sob pressão e isso não é ruim. Isso mostra que a pressão pode afetar até os melhores.”

Hamilton disse ainda que o comportamento de Vettel não o surpreende. “Isso já é óbvio há algum tempo”, afirmou quando perguntado sobre a fraqueza mental do rival. “É só lembrar ano passado, das coisas que ele falou no rádio. Sabemos como ele pode se comportar.”

O próximo embate dos rivais será no GP da Áustria, dia 9 de julho.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber