Mais lidas
Esportes

São Paulo empata com Fluminense e chega ao quinto jogo sem vencer no Brasileiro

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - No que pode ter sido a última partida do zagueiro Lugano, 36, com a camisa do tricolor paulista, o São Paulo empatou em 1 a 1 com o Fluminense neste domingo (25), no Morumbi, em jogo válido pela décima rodada do Campeonato Brasileiro, e chegou ao quinto jogo sem vencer. O último resultado positivo foi contra o Vitória, em casa, pela quinta rodada, placar de 2 a 0.

Um dos mais ovacionados pela torcida, junto ao técnico e também ídolo Rogério Ceni, Lugano, titular desde a última quarta-feira na derrota para o Atlético-PR na Arena da baixada, fez dupla de zaga ao lado de Rodrigo Caio.

Com contrato até dia 30 de junho, o uruguaio ainda não respondeu para a diretoria se estenderá o vínculo até o final do ano. A proposta foi feita no último dia 19.

Já o treinador são-paulino, pressionado pela sequência negativa no campeonato -três derrotas e um empate-, deixou de lado o 3-4-3 ao escalar Araruna na lateral direita e Júnior Tavares na esquerda.

O meio campo teve a dupla de volantes formada por Jucilei e Thiago Mendes e, na armação das jogadas, Cueva. O trio de ataque foi formado por Lucas Pratto, centralizado, com Marcinho e Denilson jogando abertos.

O São Paulo começou a partida mostrando força na bola parada, principalmente nas faltas. Em uma delas, aos 6 minutos, Cueva cruzou na área, Lugano subiu mas não alcançou, e a bola sobrou para Denilson, que deu passe para Jucilei empurrar para o fundo da rede.

O time paulista parecia que iria manter o ritmo, mas diminuiu seu ímpeto e viu a equipe carioca crescer no jogo.

Aos 27 min do primeiro tempo, o Fluminense quase empatou em grande jogada de Richarlison pela esquerda, que cruzou para o artilheiro do Brasileiro, Henrique Dourado -com nove gols-, cabecear sozinho para a defesa salvadora de Renan Ribeiro.

Aliás, o goleiro foi o grande responsável pelo time ir para o intervalo vencendo. Aos 38 min fez uma sequência de três defesas à queima roupa, em chutes de Henrique Dourado e Marcos Calazans (duas vezes). Era o momento de maior pressão do Fluminense, que teve 56% de posse de bola na primeira etapa.

Em entrevista ao "SporTV", na ida ao vestiário, Renan Ribeiro não quis explicar as defesas, mas disse que seu desempenho era fruto de "trabalho, muito trabalho".

O São Paulo parecia mais ligado na volta para o segundo tempo, mas aos 6 min, em jogada de falta, o volante Wendel, do Fluminense, acertou uma bomba à meia altura do gol de Renan Ribeiro. Tudo igual no placar, 1 a 1.

O gol desestabilizou o time são-paulino, que passou a ser pressionado em sua saída de bola pela equipe do Rio. Aos 13 min, em chute da entrada da área, Gustavo Scarpa quase virou a partida.

Rogério Ceni tentou melhorar o rendimento de sua equipe ao sacar Cueva, aparentemente cansado e sem destaque no jogo, e colocar o jovem Lucas Fernandes.

Com isso, o time paulista ganhou mobilidade e passou a manter a bola mais tempo no campo de ataque. Porém, com dificuldade para entrar na defesa do adversário, arriscou muitos chutes de fora da área. De nada adiantou. O São Paulo segue sem vencer e Ceni pode ver a pressão sobre si aumentar.

Com o resultado, o São Paulo chegou a 11 pontos e pode terminar a rodada na zona da degola. A próxima partida da equipe do Morumbi pelo Campeonato Brasileiro será no próximo domingo (2), no Rio, contra o Flamengo. Já o Fluminense, agora com 15 pontos, enfrenta a Chapecoense em casa, na segunda-feira (3).

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber