Mais lidas
Esportes

Cássio defende pênalti, Corinthians vence o Grêmio e dispara na ponta

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - "Futebol se ganha com inteligência". A frase usada pelo técnico Fabio Carille antes do jogo foi seguida à risca pelos jogadores corintianos. Com a estratégia de marcar atrás da linha da bola durante o maior tempo da partida e valorizar a posse dela quando tinha nos pés, o Corinthians venceu o Grêmio por 1 a 0, neste domingo (25), em Porto Alegre, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, a equipe alvinegra disparou na liderança agora com 26 pontos —quatro a mais do que o Grêmio, vice-líder. O time também aumentou sua invencibilidade para 23 partidas. A última derrota foi para a Ferroviária no dia 19 de março, quando entrou em campo com uma formação mista.

Grêmio e Corinthians não fizeram uma partida truncada; mas muito estudada. A equipe paulista adotou sua estratégia de marcar atrás da linha da bola durante maior tempo do jogo e valorizar a posse dela quando tinha nos pés.

A melhor chance corintiana na primeira etapa foi com o volante Paulo Roberto, substituto de Gabriel, expulso contra o Bahia. Aos 11 minutos, o jogador recuperou a jogada no meio de campo, avançou, passou por Geromel e finalizou para defesa parcial de Grohe. No rebote, Cortez afastou antes da chegada de Jadson.

Já o time tricolor teve mais volume de jogo, porém, não impôs um ritmo forte como era esperado. O clube exigiu defesas de Cássio em finalizações de fora da área de Pedro Rocha e Barrios. A grande oportunidade, no entanto, caiu nos pés de Geromel que, livre, desviou para fora.

No segundo tempo, as duas equipes mantiveram a estratégia. Com o seu jogo de paciência, o Corinthians controlou o impeto do Grêmio e conseguiu chegar ao gol. Paulo Roberto ganhou a dividida, avançou pela esquerda e cruzou para Jô, que não conseguiu dominar. A bola, no entanto, sobrou para Jadson, que bateu de primeira e colocou entre as pernas do goleiro gremista.

O Grêmio se lançou para o ataque e teve ótima chance para empatar. Aos 20 minutos, Pedro Rocha recebeu dentro da área e tocou para Luan na pequena área. O camisa sete mandou para o gol e Cássio fez linda defesa.

Com a derrota parcial, Renato tirou o volante Arthur e colocou o atacante Fernandinho. Na sequência, Gastón Fernández substituiu Pedro Rocha e, pouco depois, optou pela entrada do atacante Everton no lugar do lateral Edílson.

Já Carille trocou o futebol cadenciado de Rodriguinho pela velocidade de Marquinhos Gabriel. Destaque do jogo, o volante Paulo Roberto deu lugar para Camacho, que tem um poder de marcação inferior. Clayson ainda entrou no lugar de Romero —o paraguaio pediu para sair

As alterações de Renato deixaram o time mais ofensivo, porém, desorganizado. Já o Corinthians mantinha a posse de bola e controlava a partida.

A frase de Carille quase foi por água abaixo em um ato impensável de Marquinhos Gabriel, que puxou a camisa de Geromel dentro da área após uma cobrança de escanteio. O pênalti foi assinalado pelo árbitro Wilton Pereira Sampaio, aos 37 minutos. Luan cobrou e Cássio defendeu.

Nos acréscimos, Cássio ainda fez boa defesa em chute de Gastón Fernández para segurar a vitória corintiana.

O triunfo agradou a comissão técnica, que traçou como meta conquistar pelo menos um ponto em Porto Alegre. Com dois jogos consecutivos no Itaquerão —enfrentará Botafogo (dia 2 de julho) e Ponte Preta (dia 8)—, o clube alvinegro terá a oportunidade de se distanciar na ponta.

Já o Grêmio visitará o Palmeiras e recebe o Avaí.

O time gaúcho também terá a desvantagem de disputar outras duas competições. Na quarta (28), enfrentará o Atlético-PR, pelas quartas de final da Copa do Brasil. Seis dias depois, pega o Godoy Cruz (ARG), pelas oitavas da Libertadores.

Já o Corinthians terá apenas a Copa Sul-Americana. O rival da segunda fase será o Patriotas (COL). O jogo de ida será dia 28, na Colômbia.

GRÊMIO

Marcelo Gröhe; Edílson (Everton), Geromel, Kannemann e Cortez; Arthur (Fernandinho) e Michel; Ramiro, Luan e Pedro Rocha (Fernández); Barrios. Técnico: Renato Gaúcho.

CORINTHIANS

Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Arana; Paulo Roberto (Camacho) e Maycon; Jadson, Rodriguinho (Marquinhos Gabriel) e Romero; Jô.Técnico: Fábio Carille

Estádio: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)

Juiz: Wilton Pereira Sampaio (GO)

Cartões amarelos: Kannemann, Edílson e Geromel (Grêmio); Rodriguinho, Cássio, Romero e Jô (Corinthians)

Gol: Jadson (Corinthians), aos 6min do segundo tempo

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber